O Semanário de Trás-os-Montes e por excelência da Região Demarcada do Douro
Notícias do Douro Notícias do Douro
Notícias do Douro
Dolce Vita
[ Inquéritos ][ Fórum ][ Farmácias ][ Futebol ][ Agenda ][ Tempo ][ Pesquisa ][ Assinaturas ][ Publicidade ][ Ficha Técnica ][ Horóscopo ]
Transmontanos e Durienses +
Noticias do Douro
Pesquisa
Livro

Transmontanos e Durienses +

P


PIRES, António José

Moreira licenciado em Medicina e Cirurgia pela Universidade de Coimbra em 25.11.1949. Estágio de Oftalmologia nos Hospitais Civis de Lisboa (Santo António dos Capuchos). Obteve o título de especialista em Julho de 1953 (unanimidade). Criou o Serviço de Oftalmologia no Hospital da Santa Casa da Misericórdia de Bragança. Montou o Serviço de Oftalmologia no novo Hospital Distrital de Bragança, onde começou a funcionar o Internato da especialidade a nível distrital. Desenvolveu a sua acção clínica por todo o Distrito de Bragança durante 30 anos. Foi eleito Director do hospital de Bragança nos pós 25 de Abril, cargo que exerceu até em 1985 em que pediu a exoneração, ao ter concorrido para o Centro Hospitalar de Coimbra, sendo a primeira vez que um médico ascende a um Hospital Central vindo de um Distrital. Montou no CHC um serviço de Oftalmologia partindo do zero, graças à colaboração da Administração do Hospital, mas muito em especial graças à substancial ajuda da Fundação Gulbenkian. Rapidamente o Serviço cresceu, se diferenciou e desenvolveu, aponto de ser o Serviço com maior número de consultas em todo o Hospital dos Covões. Obtida a idoneidade do Serviço para ministrar o curso da especialidade, tarefa nada fácil até. por virtude da hostilidade movida por interesses criados, por lá passaram já alguns de actuais prestigiados especialistas. Fez parte da Direcção do Colégio da especialidade da Ordem dos Médicos durante um mandato e outro como membro de uma Comissão Instaladora. Dez parte durante um mandato da Direcção da Soe. port. De Oftalmologia como vice Presidente. Foi Presidente da Assembleia Geral da Soe. Port. de Oftalmologia. Publicou múltiplos trabalhos em revistas médicas as especialidade nacionais e estrangeiras. É autor de algumas técnicas cirúrgicas inovadoras dentro da especialidade como "A esclectomia perfurante a progressiva no descolamento da retina" (1960). Participou em dezenas de congressos no país como no estrangeiro o longo destes quarenta e tal anos. Há quarenta anos estagioou na Alemanha no Serviço do Prof. Meyer Schwicerath onde ensaiou através da cirurgia experimental o que viria a ser designado por Vitrectomia, hoje divulgada em todas as diferenciadas clínicas de todo 0 mundo. Por falta de apoio e obstrução das estruturas do nosso país, viu se obrigado a desistir desse projecto, hoje considerado a par da cirurgia refractava a maior revolução da cirurgia de olhos deste século, trabalho só realizado 15 anos mais tarde na América por Macmer. Fez inúmeras visitas de estudo a várias clínicas em França, Suíça e Espanha e Alemanha. Durante vários anos antes de se transferir para Coimbra, fez mensalmente um estágio de uma semana na Clínica Barraquer em Barcelona. Ministrou cursos de Oftalmologia durante alguns anos na Escola de Enfermagem de Bragança e em Coimbra na Escola Bissaia Barreto. Foi o introdutor da crio cirurgia em Portugal na especialidade de Oftalmologia, mediante um aparelho construído artesalmente antes de existirem no mercado. Ainda no Hospital de Bragança foi dos pioneiros em Portugal, dando início às novas técnicas da cirurgia da catarata com a implantação de lentes intra oculares. Foi lá que também se realizaram das primeiras Vitrectomias no nosso país. Ainda durante algum tempo, ambas es tas técnicas ainda não eram praticadas na quase totalidade dos Hospitais Centrais. O Serviço de Oftalmologia do Centro Hospitalar de Coimbra foi dotado com as sub especialidades correntes com particular interesse pela hipovisão, até há poucos anos pouco generalizada entre nós. Na Cirurgia Radiaria foi igualmente o Serviço do CHC dos pioneiros em Portugal. O tratamento do Claucoma sofreu marcada inovação na vertente cirúrgica com a introdução de novas técnicas, a Trabeculectomia modificada, e, posteriormente com a inovação da banda de silicon especialmente destinada àcirurgia do Glaucoma congénito, o que levou Hitsching a classificar de importante contributo na cirurgia de glaucoma. O Serviço de Oftalmologia do CHC organizou durante os últimos anos alguns congressos. Dirigiu cursos para Médicos Clínicos Gerais, bem como para Professores de Educação especial. Desenvolveu uma persistente e continuada actividade jornalística no Mensageiro de Bragança, publicando também no Comércio do Porto, Semana Médica e durante os últimos anos tem colaborado assiduamente no Diário de Coimbra, no Correio de Coimbra e no Jornal de Notícias. Proferiu algumas conferências sobre variados temas. Apresentou o 1° volume de Reflexões Sociais (Pré edição) e publicou "A Minha Caminhada" (340 págs), cuja apresentação se realizou no anfiteatro da Faculdade de Economia de Coimbra, presidida pelo escritor António Alçada Baptista, e mais tarde no ISLA de Bragança. Tem em preparação "Pegadas no Caminho" a publicar oportunamente. Bem como mais cinco volumes de Reflexões Sociais, já alinhados no computador (tudo cerca de 1500 páginas).


In iii volume do Dicionário dos mais ilustres Trasmontanos e Alto Durienses,
coordenado por Barroso da Fonte, 656 páginas, Capa dura.
Editora Cidade Berço, Apartado 108 4801-910 Guimarães - Tel/Fax: 253 412 319, e-mail: ecb@mail.pt
Preço: 30€

(C) 2005 Notícias do Douro - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital.
Design: Notícias do Douro. Email do Jornal: noticias.do.douro@netc.pt