O Semanário de Trás-os-Montes e por excelência da Região Demarcada do Douro
Notícias do Douro Notícias do Douro
Notícias do Douro
Dolce Vita
[ Inquéritos ][ Fórum ][ Farmácias ][ Futebol ][ Agenda ][ Tempo ][ Pesquisa ][ Assinaturas ][ Publicidade ][ Ficha Técnica ][ Horóscopo ]
Transmontanos e Durienses +
Noticias do Douro
Pesquisa
Livro

Transmontanos e Durienses +

P


PINTO, Carlos Vieira

nasceu em Chaves, em Janeiro de 1935. A. Espirito Santo, médico flaviense e pintor, escreve no Notícias de Chaves de 27.7.2001, uma breve nota biográfica deste seu colega de profissão, a partir de um livro que dele leu chamado "Crónica de um cirurgião de guerra". Dele escreve: É médico de especialidade geral e regista já na sua carreira de escritor vários prémios como o de Cesare Pavese pelo seu livro "Um rio de vinho, um rio de sangue", o de Fialho de Almeida com o romance "Crónica de um enigma", o de Abel Salazar com a obra "A contribuição da medicina militar na medicina portuguesa", entre outros. O acaso trouxe me àminha curiosidade de ler o último romance de Vieira Pinto "Ponto sem nó" que tem por figura central o capitão médico Afonso Domingos, que mais nos parece ser o próprio autor, pois foi destacado para a guerra colonial, mais propriamente para Luanda, transferido depois para o Luso, mais tarde para Cabinda e finalmente de novo para Luanda, antes do seu regresso a Portugal. Nesta sua "crónica de um cirurgião de guerra" conta como o capitão Afonso Domingos manteve sempre uma postura firme perante os superiores quando procurava com uma acção louvável, modificar tudo o que estava mal nos diversos hospitais onde exercia o seu trabalho, não retirando uma vírgula que fosse, quando respondia ao Brigadeiro ou General, indiferente a qualquer processo disciplinar que lhe intentassem mover. Foi sempre intransigente com a sua maneira de ser, simples, cumprindo a missão que lhe fora destinada, o que acabou no final por lhe merecer um louvor! Estimado por todos, soube impor se em toda uma acção de trabalho extraordinário num período crucial duma guerra que muitos não queriam, da qual muitos vieram feridos, amputados de pernas em plena mocidade um trabalho médico que ficou "como um dos mais honrosos pedaços da nossa história e uma razão do orgulho de ser português (palavras do autor do PONTO SEM Nó). Este romance, a história de Afonso Domingos, lê se com um interesse crescente da primeira à última página, até por que está escrito numa linguagem acessível, ao corer da pena. Chaves pode também orgulhar se deste seu romancista, poeta, e contista. É já vasta a sua obra podendo ainda citar se "Prazer em conhecê lo", "Minhas senhoras e meus senhores", "50 poemas de amor, angústia e morte". Registe se que Vieira Pinto trabalhou na rádio Cabinda, teve na TVI a seu cargo, o programa "Rica saúde" e mantém hoje na TV Cabo, semanalmente, o "E se eu vos contasse?". Dele disse Sttau Monteiro que "é um homem cheio de vida, que sabe rir, homem alegre, que enfrenta a vida com um sorriso, traga ela o que trouxer". Aos flavienses aconselho a que tomem conhecimento das obras referidas. Como eu gostei, vão gostar também de ler Carlos Vieira Pinto que, saliento ainda, éPresidente da Sociedade Portuguesa de escritores e artistas médicos e Vice presidente de Honra da união Mundial de escritores. Não tenho memória de ter lido em qualquer semanário flaviense uma referência que fosse a este escritor natural de Chaves e, por isso, o motivo deste apontamento simples, de chamada de atenção para uma obra literária já extensa e que irá certamente continuar pois Vieira Pinto terá muita coisa para nos contar, ele que é contista, muita poesia para nos dizer, ele que é poeta de fina água, outro romance, ele que é romancista. Considere: um filho da cidade do Tâmega com uma obra já notável. Leia.
A. Espirito Santo


In iii volume do Dicionário dos mais ilustres Trasmontanos e Alto Durienses,
coordenado por Barroso da Fonte, 656 páginas, Capa dura.
Editora Cidade Berço, Apartado 108 4801-910 Guimarães - Tel/Fax: 253 412 319, e-mail: ecb@mail.pt
Preço: 30€

(C) 2005 Notícias do Douro - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital.
Design: Notícias do Douro. Email do Jornal: noticias.do.douro@netc.pt