O Semanário de Trás-os-Montes e por excelência da Região Demarcada do Douro
Notícias do Douro Notícias do Douro
Notícias do Douro
Dolce Vita
[ Inquéritos ][ Fórum ][ Farmácias ][ Futebol ][ Agenda ][ Tempo ][ Pesquisa ][ Assinaturas ][ Publicidade ][ Ficha Técnica ][ Horóscopo ]
Transmontanos e Durienses +
Noticias do Douro
Pesquisa
Livro

Transmontanos e Durienses +

N


NOGUEIRA, Mário

nasceu em Bragança em 1958. A profunda religiosidade de seus pais que tinham oito filhos, levou o a seguir a vida religiosa, a exemplo de dois dos seus irmãos. Concluiu os estudos preparatórios no Seminário e abandonou a ideia de ser padre. Optou por ir para Lisboa e aí continuou a levar uma vida ligado à igreja. Ingressou na Universidade e, nas horas vagas, ensinava a catequese. Além disso envolveu se em grupos de outros jovens, como ele empenhados em apoiar a causa religiosa, na paróquia do Sagrado Coração de Jesus. Fundou ele um movimento missionário jovem que entre outras coisas, organizava todos os anos, um festival nacional da canção missionária. Alguém que o conheceu nesse empenho convidouo a integrar a Associação Raul Folleraud, de luta contra a lepra. Nessa altura já tinha terminado a licenciatura e era já professor do ensino secundário. Passou, então, a fazer peditórios para a luta contra a lepra. Em 1998 funda a Associação Mãos Unidas Padre Damião, procurando seguir o exemplo desse padre que deu a vida trabalhando e protegendo a comunidade de leprosos, a ponto de se deixar contagiar pela doença. Abandona a carreira de professor e passa a fazer da sua Associação a actividade principal. Liga se a todo o mundo. A Associação tem nesta altura cerca de dez mil doadores. Em Portugal reúne os fundos que remete para países carenciados e com maior propensão para a doença, como Moçambique. É que além dos leprosos, Mário Nogueira passou também a envolver se com os portadores de Sida e outras doenças mortais. Os países de expressão portuguesa têm sentido os sortilégios desta dádiva. Casou e tem filhos, mas diz que essencialmente, é missionário de rectaguarda para que os outros possam cumprir o seu trabalho, lá longe, onde as doenças o exigem. A voz de Verdade publicou um artigo de onde tirámos estes elementos. Foi transcrito pelo Mensageiro de Bragança de 30 11 2001.
Paulo Aido


In iii volume do Dicionário dos mais ilustres Trasmontanos e Alto Durienses,
coordenado por Barroso da Fonte, 656 páginas, Capa dura.
Editora Cidade Berço, Apartado 108 4801-910 Guimarães - Tel/Fax: 253 412 319, e-mail: ecb@mail.pt
Preço: 30€

(C) 2005 Notícias do Douro - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital.
Design: Notícias do Douro. Email do Jornal: noticias.do.douro@netc.pt