O Semanário de Trás-os-Montes e por excelência da Região Demarcada do Douro
Notícias do Douro Notícias do Douro
Notícias do Douro
Dolce Vita
[ Inquéritos ][ Fórum ][ Farmácias ][ Futebol ][ Agenda ][ Tempo ][ Pesquisa ][ Assinaturas ][ Publicidade ][ Ficha Técnica ][ Horóscopo ]
Transmontanos e Durienses +
Noticias do Douro
Pesquisa
Livro

Transmontanos e Durienses +

M


MATEUS, Mário

Nasceu em Vila Real nos anos 50 e em 1954 emigrou para o Brasil. Dele escreveu Mário Lisboa, em A Voz de Trás-os-Montes de 20.09.2001, afirmando: De facto o Matin, conforme era conhecido em Vila Real era a tradução e letra deste vocábulo da língua francesa: Manhã, mas sempre radiosa do homem feliz, que era e continua a ser. O Mário, como todos nós estudantes de Vila Real, tínhamos que às quartas e sábados ter instrução da Mocidade, na Milícia que, ao tempo acontecia nas então novas instalações do Regimento de Infantaria 13, no Entroncamento da Timpeira, onde ainda hoje funciona esta Unidade Militar. Quem supervisava esta instrução da Milícia era o Major Faria, de Frechas, Mirandela, o qual fez parte da sua carreira militar em Vila Real, onde foi comandante do Regimento de Infantaria 13 como coronel, infelizmente já falecido. Neste contexto, o Mário Mateus era comandante de Bandeira da Mocidade Portuguesa, graduação que servia para tapar as nossas faltas e chegadas com atrasos frequentes ao Quartel do 13 pois o Reitor, Martinho Vaz Pires não perdoava (três faltas à Mocidade davam para reprovar). Por outro lado, e com os anos 50 a avançarem, a falta de emprego em Vila Real era norma constante inultrapassável. O Mário, como muitos outros, emigrou. Escolheu o Brasil pelas facilidades que aquele país apresentava, conseguindo à base de muito trabalho impor se no panorama comercial de S. Paulo. Em 1986 veio pela primeira vez a Vila Real donde saíra em 1954 para passar o mês de Julho e parte de Agosto, passando com a sua presença a revitalizar a amizade e o convívio dos seus contemporâneos, impondo um modus vivendi que se define por: Facilidade com que em dois minutos sem conhecer ninguém, cria amigos. A sua maneira de falar, onde sobressai uma ou outra palavra do dialecto brasileiro. emprestando lhe uma graça "sui generis". A espontaneidade com que dialoga. torna o um relações públicas de 5 estrelas. O espirito de solidariedade que manifesta a todo o momento "Fazendo bem sem olhar a quem". O Mário Matin já regressou ao Brasil depois de mais uma vez ter passado Julho/ Agosto em Vila Real. Ainda não passou um mês e já a sua falta é sentida na Bila.
Mário Lisboa


In iii volume do Dicionário dos mais ilustres Trasmontanos e Alto Durienses,
coordenado por Barroso da Fonte, 656 páginas, Capa dura.
Editora Cidade Berço, Apartado 108 4801-910 Guimarães - Tel/Fax: 253 412 319, e-mail: ecb@mail.pt
Preço: 30€

(C) 2005 Notícias do Douro - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital.
Design: Notícias do Douro. Email do Jornal: noticias.do.douro@netc.pt