O Semanário de Trás-os-Montes e por excelência da Região Demarcada do Douro
Notícias do Douro Notícias do Douro
Notícias do Douro
Dolce Vita
[ Inquéritos ][ Fórum ][ Farmácias ][ Futebol ][ Agenda ][ Tempo ][ Pesquisa ][ Assinaturas ][ Publicidade ][ Ficha Técnica ][ Horóscopo ]
Transmontanos e Durienses +
Noticias do Douro
Pesquisa
Livro

Transmontanos e Durienses +

L


LIMA, José António Ferreira

Nasceu em Bragança, em 14.01.1804. Foi Juiz Conselheiro do Supremo Tribunal de Justiça. Dele fala Eduardo Proença Mamede, em Mensageiro de Bragança, de 10.08.2001. Bacharel formado em Direito, seguiu a carreira da magistratura e chegou a juiz conselheiro do Supremo Tribunal de Justiça. Foi membro da comissão que elaborou o Código Penal (1861) e das comissões revisoras dos projectos do Código do Processo Civil e do Código Civil. Era do Conselho de Sua Majestade Fidelíssima (1862), fidalgo cavaleiro da Casa Real (por alvará de 19 de Fevereiro de 1866) e comendador das Ordens de Nossa Senhora da Conceição de Vila Viçosa e de Isabel a Católica, em Espanha. Casou em 1857 com D. Amélia Augusta de Campos, que nasceu em 5 de Janeiro de 1841, filha de Manuel de Campos Pereira, proprietário, capitalista e grande negociante em Lisboa. 0 título de Visconde de Ferreira Lima foi concedido em uma vida pelo Rei D. Luís I, por Decreto de 15 de Janeiro de 1880. Faleceu o primeiro Visconde em Lisboa a 23 de Setembro de 1883. Sucedeu no título o filho primogénito dos 1° Viscondes, Francisco de Campos Ferreira Lima, que nasceu a 26 de Setembro de 1860 e morreu a 2 de Junho de 1946. À semelhança de seu pai, formouse em Direito e, abraçando a magistratura, ascendeu a juiz conselheiro do Supremo Tribunal de Justiça. Casou, em 1891, com D. Júlia Barbosa Gomes de Amorim, filha do ilustre Escritor Francisco Gomes de Amorim e de sua mulher, D. Maria Luísa Barbosa. O título de 2° Viscondes de Ferreira Lima foi lhes renovado por D. Carlos I, por Decreto de 17 de Abril de 1890. Foi 3° Visconde de Ferreira Lima, José de Amorim Ferreira Lima, que nasceu a 23 de Junho de 1893. Tirou o curso de Cavalaria, tendo atingido o posto de Tenente a 29 de Setembro de 1917. Casou com D. Maria Francisca de Tavares Morais da Cunha Cabral, filha do coronel de engenharia José de Tavares de Cunha Cabral e de sua mulher, D. Maria da Conceição Pinto de Azevedo Loureiro, nascendo desta união o Dr. Francisco José Tavares Ferreira Lima, ilustre cirurgião radicado em Lisboa. O 3° Visconde conspirou durante a chamada "Monarquia do Norte", em 1919, quando no Porto se hasteou a bandeira azul e branca e se reinstaurou a Monarquia. José de Amorim Ferreira Lima aquartelou-se com os demais monárquicos lisboetas em Monsanto e, debelada essa sublevação que tanto abalou a caótica la República, foi levado a Conselho de Guerra e demitido do Exército, só vindo a ser reintegrado, na situação de reforma, a 28 de Maio de 1932. Usava o título de 3° Visconde de Ferreira Lima por alvará do Conselho de Nobreza de 1949.


In iii volume do Dicionário dos mais ilustres Trasmontanos e Alto Durienses,
coordenado por Barroso da Fonte, 656 páginas, Capa dura.
Editora Cidade Berço, Apartado 108 4801-910 Guimarães - Tel/Fax: 253 412 319, e-mail: ecb@mail.pt
Preço: 30€

(C) 2005 Notícias do Douro - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital.
Design: Notícias do Douro. Email do Jornal: noticias.do.douro@netc.pt