O Semanário de Trás-os-Montes e por excelência da Região Demarcada do Douro
Notícias do Douro Notícias do Douro
Notícias do Douro
Dolce Vita
[ Inquéritos ][ Fórum ][ Farmácias ][ Futebol ][ Agenda ][ Tempo ][ Pesquisa ][ Assinaturas ][ Publicidade ][ Ficha Técnica ][ Horóscopo ]
Transmontanos e Durienses +
Noticias do Douro
Pesquisa
Livro

Transmontanos e Durienses +

D


DOMINGUES, Francisco dos Reis

Mais conhecido por "Tiu Lérias de Yaradela". Nascido em 06 de Janeiro de 1909 na Freguesia de Paradela, Concelho de Miranda do Douro, onde cresceu e sempre viveu. Aprendeu a ler e a escrever por vontade própria sem nunca ter frequentado a escola. Tinha por hábito a leitura, um grande poder de memorizar e um enorme sentido de humor. Foi Presidente da Junta de Freguesia de Paradela durante 20 anos. Poeta popular e divulgador da cultura mirandesa. Foi condecorado por estudar e divulgar a História e Etnografia de Miranda do Douro, em Lisboa nos Paços do Governo da Repúblca em audiência especial aos 11 de Março de 1972 pelo Exm°. Senhor Presidente da República, Grão Mestre das Ordens Portuguesas o qual lhe confere a medalha de ouro da Ordem do Infante D. Henrique (Alvará de 11 de Março de 1972, publicado no Diário da República n.° 92, 11 Série de 19-04-1972, Expedido pela Chancelaria das Ordens Portuguesas, aos 19 de Abril de 1972). Impulsionador e activista do Grupo de Danças e Cantares de Paradela. Traduziu o Novo Testamento para Mirandês. Elaborou o mesmo também em verso. Fez algumas vezes as Honras de Boas Vindas ao Presidente da Republica em Miranda do Douro, com quem se correspondia regularmente a título particular e de amizade. Fez o discurso de boas vindas a altas individualidades aquando da homenagem prestada ao Piloto Aviador José Luís Cabreiro, seu sobrinho, seu afilhado, falecido em combate em Mo çambique. Participou em alguns discos editados. Montando latas de variadas formas e tamanhos, construiu algumas guitarras, das quais um exemplar está em posse da família, outra que se encontra exposta no Museu da Arte Antiga em Lisboa e sabe se da existência de mais algumas que foi oferecendo e se encontram na posse de particulares. Dedicava se também a fazer outros instrumentos musicais (castanholas, flautas pastoris, etc). Foi figurante em alguns filmes realizados em Paradela. De entre estes destaca se "O Veredas" para o qual compõe a música de fundo. Recebeu em sua casa centenas, se não milhares de pessoas que diariamente o procuravam para ouvir as suas histórias, lendas e canções que interpretava ao toque da famosa guitarra, mais conhecida por "Guitarro Macho" como ele próprio a apresentava. Elaborou durante toda a vida os versos que eram cantados nas tradicionais festas em honra dos Santos, casamentos etc. em Paradela e arredores. Faleceu no dia 6 de Março 1993, ao 84 anos de idade, deixando para trás uma vi da dedicada ao próximo, cheia de alegria e boa disposição, que soube manifestar e com que sempre presenteou todos os que o procuraram.
Domingos Raposo


In iii volume do Dicionário dos mais ilustres Trasmontanos e Alto Durienses,
coordenado por Barroso da Fonte, 656 páginas, Capa dura.
Editora Cidade Berço, Apartado 108 4801-910 Guimarães - Tel/Fax: 253 412 319, e-mail: ecb@mail.pt
Preço: 30€

(C) 2005 Notícias do Douro - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital.
Design: Notícias do Douro. Email do Jornal: noticias.do.douro@netc.pt