O Semanário de Trás-os-Montes e por excelência da Região Demarcada do Douro
Notícias do Douro Notícias do Douro
Notícias do Douro
Dolce Vita
[ Inquéritos ][ Fórum ][ Farmácias ][ Futebol ][ Agenda ][ Tempo ][ Pesquisa ][ Assinaturas ][ Publicidade ][ Ficha Técnica ][ Horóscopo ]
Transmontanos e Durienses +
Noticias do Douro
Pesquisa
Livro

Transmontanos e Durienses +

C


CALDEIRÃO, José Osório Culmieiro de Moraes da Veiga Cabral

nasceu em Murça, em 20.11.1765. Foi fidalgo cavaleiro da Casa Real por sucessão, comendador da Ordem de Cristo, senhor do morgado de S. Vicente de Vinhais, do de Souto de Penedono, do de Ferreirim e do prazo de Paúlos, os três últimos por linha materna. Foi major de Cavalaria e, em 13 de Junho de 1828, nomeado coronel comandante do Batalhão de Voluntários Realistas de Vila Real, em atenção aos seus princípios solidamente absolutistas. Casou com D. Francisca Amónia de Figueiredo Sarmento, que nasceu em 1770, filha do senhor da Casa de Vila Boa de Arufe, Sebastião Jorge de Figueiredo Sarmento, cavaleiro da Ordem de Cristo, e de sua mulher D. Mariana de Gouvêa Vasconcellos. O título de 1° Barão de Paúlos foi lhe concedido em duas vidas por Decreto de 13 de Dezembro de 1823, pelo Rei D. João VI. Desconheço a data da sua morte e sei que, em 1821, mudou de residência de Vinhais para Paúlos. Presumo contudo que não terá assistido à Guerra Civil. Foi 2° Barão António Culmieiro de Moraes, que nasceu em 1789, filho primogénito dos 1°` Barões. Assentou praça de cadete a 1 de Novembro de 1804 e foi promovido a alferes a 5 de Dezembro de 1810, a tenente em 26 de Maio de 1813, a capitão em 18 de Dezembro de 1820 e a major em 13 de Abril de 1823. Ardente partidário de D. Miguel como seu pai, serviu no exército realista e foi graduado em tenente coronel a 28 de Novembro de 1828 e com efectividade no posto, a 10 de Julho de 1829. Assumiu o comando interino do Regimento de Cavalaria de Elvas em 2 de Setembro de 1831, e efectivo desde a sua promoção a coronel em 23 de Janeiro de 1833. Ainda atingiu o posto de brigadeiro a 2 de Janeiro de 1834, mas segundo os itens da Convenção de Évora Monte teve que baixar ao posto de major. Casou com D. Maria Joaquina da Silva, de quem teve um filho varão, que morreu solteiro e sem geração, e duas filhas, casando a primogénita, D. Maria do Carmo Osório Culmieiro da Veiga Cabral Caldeirão, com o 1° Marquês de Chaves, tendo sido os pais do 2° Marquês, como referi quando abordei estes titulares, e recaindo assim este titulo nessa Casa. O 2° Barão de Paúlos usou o titulo com autorização do Rei D. Miguel I e não consta que tenha esboçado o mínimo gesto para se reabilitar a ele durante o governo liberal. Cabe aqui uma pequena memória ao único Visconde de Paradinha do Outeiro, António José de Miranda, que nasceu em Paradinha, termo da antiga vila do Outeiro (outros autores chamam Castelãos, no concelho de Macedo de Cavaleiros a 21 de Março de 1812. Filho de Manuel Gonçalves de Miranda e de sua mulher D. Joana Maria Rosa Pereira de Sousa, era seu pai par do Reino, foi ministro de Estado honorário, conselheiro de Estado efectivo e comendador da Torre e Espada. Combateu como voluntário nas tropas liberais e ganhou também ele a Torre e Espada pelo seu valoroso comportamento na batalha da Asseiceira. Era bacharel em Matemática pela Universidade de Coimbra e foi par do Reino por sucessão. Acérrimo partidário de Costa Cabral, manteve com grande esforço e perspicaz inteligência o distrito de Bragança submisso ao poder central dos Cabrais durante o perturbado período da "Guerra da Maria da Fonte". Em 1847 foi governador civil de Bragança e o titulo de Visconde da Paradinha de Outeiro foi lhe concedido pela Rainha D. Maria II, por Decreto assinado e datado de 3 de Maio de 1848. Depois do Movimento da Regeneração, em 1851, abandonou de todo a política e retirou se para a casa que o vira nascer, ocupando se das suas propriedades e bens. Morreu solteiro e sem geração em Março de 1888.
Por Eduardo Proença Mamede In Mensageiro de Bragança, 26 10 2001


In iii volume do Dicionário dos mais ilustres Trasmontanos e Alto Durienses,
coordenado por Barroso da Fonte, 656 páginas, Capa dura.
Editora Cidade Berço, Apartado 108 4801-910 Guimarães - Tel/Fax: 253 412 319, e-mail: ecb@mail.pt
Preço: 30€

(C) 2005 Notícias do Douro - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital.
Design: Notícias do Douro. Email do Jornal: noticias.do.douro@netc.pt