O Semanário de Trás-os-Montes e por excelência da Região Demarcada do Douro
Notícias do Douro Notícias do Douro
Notícias do Douro
Dolce Vita
[ Inquéritos ][ Fórum ][ Farmácias ][ Futebol ][ Agenda ][ Tempo ][ Pesquisa ][ Assinaturas ][ Publicidade ][ Ficha Técnica ][ Horóscopo ]
Transmontanos e Durienses +
Noticias do Douro
Pesquisa
Livro

Transmontanos e Durienses +

B


BARBES, Condes e Viscondes de Vinhais

nasceu Simão da Costa Pessoa em Vinhais, a 15 de Setembro de 1789, filho do tenente de Cavalaria José da Costa Pessoa e de sua mulher, D. Josefa Francisca Xavier de Moraes Sarmento. Casou com D. Maria Felicíssima de Moraes Sarmento, de quem não teve geração. Alferes de Cavalaria a 20 de Setembro de 1808 e tenente a 5 de Março de 1812, fez neste posto as campanhas da Guerra Penínsular. Foi promovido a capitão em 12 de Outubro de 1815 e salientou se pelas suas opiniões liberais. Em 1828 vê se obrigado a emigrar para Inglaterra. Consegue atingir os Açores e toma parte no Desembarque do Mindelo. Major em 6 de Agosto de 1832, ascende a tenente coronel em 25 de Julho de 1833 e a coronel, por distinção, em 6 de Fevereiro de 1834, pelo seu comportamento no combate de Pernes. Comandou uma brigada de Cavalaria, foi governador das Armas de Minho e Trás os Montes e, de 1835 a 1837, comandou a Cavalaria da Divisão Auxiliar a Espanha. Brigadeiro graduado, a 8 de Agosto 1837, passou a efectivo a 2 de Junho de 1845 e comandou as forças que combateram o Remexido, célebre bandoleiro do Algarve que aterrorizou várias regiões do sul até ser capturado. Durante a Guerra Civil chamada da Maria da Fonte, derrotou o Marquês de Sá da Bandeira no recontro do Alto do Viso. Foi grã cruz da Ordem de Isabel, a Católica, de Espanha, comendador das da Torre e Espada e de Avis, condecorado com a medalha n° 22 da Guerra Peninsular e com a cruz de S. Fernando de la Classe. O título de Barão de Vinhais foi lhe atribuído por Decreto de 17 de Julho de 1840, sendo elevado a Visconde por Decreto de 10 de Março de 1842 e levado à Grandeza de Conde por Decreto de 20 de Janeiro de 1847. Morre em Braga, a 20 de Setembro de 1848. Foi 2° Barão, 2° Visconde e 2° Conde de Vinhais Manuel da Costa Pessoa, que nasceu em Vinhais a 15 de Setembro de 1795, irmão do anterior. Assentou praça de cadete em Cavalaria a 17 de Julho de 1806 e foi promovido a alferes, em 8 de Fevereiro de 1812 e a tenente em 15 de Março de 1814. Fez todo o circuito que relatei de seu irmão Simão, razão porque as condecorações eram iguais, à excepção da Ordem de Carilos III, de Espanha. Casou, a 1 de Setembro de 1840, com D. Maria Rosa Pinto Cardoso de Moraes de Sã Ferreira Pimentel, que nasceu a 5 de Fevereiro de 1811 e morreu a 3 de Fevereiro de 1856, filha de Inácio Pinto Cardoso, fidalgo da Casa Real, senhor dos vínculos e morgados de Santiago de Mirandela e de Tuizelo, e de sua mulher D. Matilde Olímpia de Menezes e Gouvêa, sendo esta senhora já viúva de Francisco de Souza Vaía Rebelo, filho dos los Viscondes de S. João da Pesqueira. Tiveram geração. Foram-lhe renovados os títulos de Barão e Visconde por Decretos de 23 de Outubro de 1844 e 20 de Janeiro de 1847, por D. Maria II. Mais tarde por Decreto de 17 de Junho de 1862, o rei D. Luís I renova lhe o título de Conde. Sucedeu a este o 3° Conde Simão da Costa Pessoa Pinto Cardoso, que nasceu em Vinhais a 16 de Setembro de 1843 e morreu em Mirandela, a 29 de Agosto de 1912, filho dos tos Condes. Foi proprietário e casou com D. Ana Augusta de Barros Carneiro, que morreu a 24 de Março de 1924. Usou o título por alvará de concessão de mais uma vida, de 2 de Julho de 1853, dado por D. Maria II ainda em vida de seu pai. Foi primogénito dos aos Condes Francisco da Costa Pessoa Pinto Cardoso, que nasceu em Mirandela e casou com D. Júlia Maria Owen Pinto, que morreu a 3 de Janeiro de 1938, filha de Henrique Pinto e de sua mulher D. Carolina Owen, de que foi primogénito José Owen Pinto de Barros da Costa Pessoa, funcionário superior do Secretariado Nacional da Informação e diplomado pela Escola Superior Colonial, que nasceu em Lisboa a 23 de Fevereiro de 1908. Casou, a 19 de Julho de 1941, com D. Maria Cristina Cancela Emídio da Silva, que nasceu no Estoril a 19 de Julho de 1914, filha do Prof. Dr. Fernando Emídio da Silva e de sua mulher D. Maria Rebelo Cancela, senhora ainda viva, residente em Anadia, sendo seu representante seu filho Francisco da Silva da Costa Pessoa. Eis as memórias de mais uns titulares transmontanos.
Eduardo Proença Mamede


In iii volume do Dicionário dos mais ilustres Trasmontanos e Alto Durienses,
coordenado por Barroso da Fonte, 656 páginas, Capa dura.
Editora Cidade Berço, Apartado 108 4801-910 Guimarães - Tel/Fax: 253 412 319, e-mail: ecb@mail.pt
Preço: 30€

(C) 2005 Notícias do Douro - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital.
Design: Notícias do Douro. Email do Jornal: noticias.do.douro@netc.pt