O Semanário de Trás-os-Montes e por excelência da Região Demarcada do Douro
Notícias do Douro Notícias do Douro
Notícias do Douro
Dolce Vita
[ Inquéritos ][ Fórum ][ Farmácias ][ Futebol ][ Agenda ][ Tempo ][ Pesquisa ][ Assinaturas ][ Publicidade ][ Ficha Técnica ][ Horóscopo ]
Transmontanos e Durienses +
Noticias do Douro
Pesquisa
Livro

Transmontanos e Durienses +

M


MOURA, Agostinho de

Nasceu em Folhadela, Vila Real, em 16.01.1911 e faleceu em 29.11.1989. O Diário do Minho de 30.11.1989 relatava assim o seu falecimento: "D. Agostinho Joaquim Lopes de Moura, Bispo resignatário de Portalegre e Castelo Branco, faleceu na madrugada de ontem junto do Mosteiro da Visitação de Vila das Aves. O funeral está marcado para as 15h00 de hoje, com exéquias fúnebres, presididas pelo Arcebispo Primaz, na Capela daquele Mosteiro. D. Agostinho de Moura nasceu a 16 de Janeiro de 1911 no lugar de Portela da freguesia de Folhadela, concelho de Vila Real. Depois de fazer o 1.° ano no liceu de Vila Real, entrou (1922) no escolasticado da Congregação do Espírito Santo então em Braga. A 19 03 1927 tomou o hábito da Congregação. Fez o noviciado em Orly (Paris) e professou a 08 09 1930. Seguiu para Roma onde se licenciou em Teologia (1935). Ensinou Teologia, Escritura e Oratória no seminário maior da Congregação, em Viana do Castelo. Em 1941 foi colocado na Procuradoria das Missões do Espírito Santo, em Lisboa, para se dedicar à propaganda missionária Promoveu a reedição da revista "Portugal em África", (1944) suspensa desde 1910. Em 1944 foi nomeado superior da Procuradoria e em 1946 assistente provincial. Em 1947 foi ao Brasil em serviço da Congregação. Na sua intensa actividade pelas missões é de salientar a fundação da "Liga Intensificadora da Acção Missionária" (LIAM), cujo espírito definiu no seu livro "Remorso da Caridade". E, 31.05.1949 foi nomeado Provincial da Congregação. Nesta qualidade tomou parte em 1950 no Capítulo Geral em Chevilly (Paris). Em 1951 introduziu a Congregação em Espanha, inaugurando se a primeira casa em Madrid, ligada à Província Portuguesa. De um dinamismo extraordinário, dotou a Congregação de vários edifícios, o mais importante dos quais, foi o Instituto Superior Missionário na Torre d' Aguilha. Carcavelos que, iniciado em Agosto de 1951, entrou em funcionamento em Outubro de 1952. A 27 de Dezembro de 1952 foi nomeado Bispo de Portalegre, sendo sagrado na capela do Instituto Missionário no dia da sua inauguração, a 26 04 1953. Tomou posse por procuração a 2 de Maio seguinte. entrando na diocese no dia 10. Em 8 de Dezembro lançou a primeira pedra do novo seminário maior em Portalegre, que seria inaugurada em Outubro de 1955 e terminado a 8 de Dezembro de 1956. Fez também obras de vulto no Seminário de Alcains e no antigo Paço Episcopal, junto à Sé. Do seu plano de acção pastoral destacam se: a reestruturação da Obra das Vocações e da Catequese, a abertura de diversos colégios diocesanos, a actualização pastoral do clero por meio das semanas pastorais, e o lançamento das bases estruturais de uma pastoral de conjunto com a divisão da diocese em quatro zonas. Participou nas 4 sessões do Concílio, onde interveio várias vezes. Foi membro do "Consilium" para execução da Constituição sobre a Sag. Liturgia. D. Agostinho resignou a 25 de Setembro de 1978, tendo lhe sucedido D. Auguto César Alves Ferreira da Silva. Passou a residir. desde então em casa própria junto ao Mosteiro da Visitação de Vila das Aves, do qual era Prioresa sua única irmã, onde faleceu.
Pinharanda Gomes


In ii volume do Dicionário dos mais ilustres Trasmontanos e Alto Durienses,
coordenado por Barroso da Fonte, 656 páginas, Capa dura.
Editora Cidade Berço, Apartado 108 4801-910 Guimarães - Tel/Fax: 253 412 319, e-mail: ecb@mail.pt
Preço: 30€

(C) 2005 Notícias do Douro - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital.
Design: Notícias do Douro. Email do Jornal: noticias.do.douro@netc.pt