O Semanário de Trás-os-Montes e por excelência da Região Demarcada do Douro
Notícias do Douro Notícias do Douro
Notícias do Douro
Dolce Vita
[ Inquéritos ][ Fórum ][ Farmácias ][ Futebol ][ Agenda ][ Tempo ][ Pesquisa ][ Assinaturas ][ Publicidade ][ Ficha Técnica ][ Horóscopo ]
Transmontanos e Durienses +
Noticias do Douro
Pesquisa
Livro

Transmontanos e Durienses +

M


MONTESINOS, António de

Nome corrente do judeu de Vila Flor, Aarão Levi (fal.1647). Emigrara para o Brasil, em busca de fortuna, tendo estabelecido relações com a comunidade judio portuguesa de Amsterdão, que era, nos meados do século XVIII, o centro coordenador da expansão sionista na América. Nessa época, o doutrinador sionista era o teólogo madeirense Menasseh Bem Israel, interlocutor do Padre António Vieira na questão judaica e nas políticas de transferência do apoio dos judeus portugueses da Holanda para o Reino. Regressado do Brasil, Montesinos expôs na Sinagoga portuguesa Talmud Torah (18.06.1644) um relato da sua vida, sublinhando, das suas muitas aventuras, o achamento de uma tribo de índios do interior brasileiro, facto em si trivial, não se dera o caso de, segundo o relator, essa tribo falar uma língua que incluía hebraísmos e uma prática religiosa parecida com o judaísmo, incluindo a circuncisão. O teólogo Menasseh registou o relato. A seu ver, essa tribo índia devia ser uma das dez tribos perdidas de Israel, pelo que o seu descobrimento permitia duas esperanças: a próxima união do povo judaico num Estado, e a justificação sionista para os seus interesses no Brasil. A unificação judaica estaria próxima, a crer nos sinais relatados pelo judeu de Vila Flor.
O seu testemunho foi tão aceite, que na obra Esperança de Israel (Spes Israelis, 1650) Menasseh incorpora a narrativa (Capítulo I, l.a parte) destinada a animar a esperança judaica na dispersão. Releva de um interesse muito amplo, pois constitui uma das bases do sionismo posterior ao século XVII, dada a magistralidade de Menasseh nesse contexto.
BIBL.: Menasseh Bem Israel, Spes Israealis. Amesterdão, 1650; P Gomes, A Filosofia Hebraico Portuguesa. Porto. 1981, pp. 312;315.
Pinharanda Gomes


In ii volume do Dicionário dos mais ilustres Trasmontanos e Alto Durienses,
coordenado por Barroso da Fonte, 656 páginas, Capa dura.
Editora Cidade Berço, Apartado 108 4801-910 Guimarães - Tel/Fax: 253 412 319, e-mail: ecb@mail.pt
Preço: 30€

(C) 2005 Notícias do Douro - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital.
Design: Notícias do Douro. Email do Jornal: noticias.do.douro@netc.pt