O Semanário de Trás-os-Montes e por excelência da Região Demarcada do Douro
Notícias do Douro Notícias do Douro
Notícias do Douro
Dolce Vita
[ Inquéritos ][ Fórum ][ Farmácias ][ Futebol ][ Agenda ][ Tempo ][ Pesquisa ][ Assinaturas ][ Publicidade ][ Ficha Técnica ][ Horóscopo ]
Transmontanos e Durienses +
Noticias do Douro
Pesquisa
Livro

Transmontanos e Durienses +

M


MESQUITA, Maria da Conceição

Nasceu em Amozelo, Beira Grande, concelho de Carrazeda de Ansiães, em 16.08.1929. Oriunda de uma família pobre, teve que debater-se com todo o tipo de dificuldades, tanto mais que o pai que fora Combatente da Grande Guerra, faleceu aos 33 anos de idade. Maria da Conceição sempre superou todas essas barreiras para o que muito lhe valeu o apoio moral da professora Gracinda Vaz da Mota que foi uma espécie de irmã mais velha. Desde a costura à tecelagem, passando pelos bordados e pelo artesanato mais genuíno, fez um pouco de quase tudo, até que uma voz de amiga lhe lançou o desafio: como gostas de ler e de esta dar, porque não fazes o exame para Regente Escolar? O desafio caiu em terra fértil. Em 1947 cumpriu esse repto e lá foi até Viseu, onde passou três anos em quatro lugares distintos. Em Março de 1953 um novo desafio se lhe colocou: fazer o 2.° ano de liceu, indo para Lamego. Simultaneamente passou a trabalhar num Azilo de Infância para poder enfrentar os encargos até completar o 5.° ano. Mas não se ficou por aqui: novamente foi influenciada pela nobre amiga professora Gracinda Mota que a encorajou a trabalhar em Selves, onde fora criada, pois passara a ter um posto que ela foi ocupar. Em 1955, a pretexto do filho mais velho da sua amiga ir estudar para Bragança, entusiasmou-a a ir também, para o que cuidaria do filho, estudando também ela. E assim fez o 5.° ano. Seguiu-se o Magistério Primários e, já com o curso oficial, foi colocada em S. Miguel de Paredes. concelho de Penafiel, onde efectivou e onde esteve 11 anos. Em 1971 casou e passou a dar aulas em Paço de Sousa. com residência em Cete. onde o marido. funcionário da Câmara do Porto. tinha construído casa. Quatro anos depois pediu a transferência para Cete, onde trabalhou os últimos 16 anos de vida profissional. No meio dessa entrega aos outros ainda arranjou tempo para escrever, ora em prosa ora em verso. E foi por entusiasmo da sua com provinciana e nobre amiga Dr.ª Donzília Martins, também ela ilustre poetisa, que se decidiu a reunir em "Paragens no Tempo", alguns dos seus muitos poemas. Também foi incluída na Antologia "Poetas de Sempre".


In ii volume do Dicionário dos mais ilustres Trasmontanos e Alto Durienses,
coordenado por Barroso da Fonte, 656 páginas, Capa dura.
Editora Cidade Berço, Apartado 108 4801-910 Guimarães - Tel/Fax: 253 412 319, e-mail: ecb@mail.pt
Preço: 30€

(C) 2005 Notícias do Douro - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital.
Design: Notícias do Douro. Email do Jornal: noticias.do.douro@netc.pt