O Semanário de Trás-os-Montes e por excelência da Região Demarcada do Douro
Notícias do Douro Notícias do Douro
Notícias do Douro
Dolce Vita
[ Inquéritos ][ Fórum ][ Farmácias ][ Futebol ][ Agenda ][ Tempo ][ Pesquisa ][ Assinaturas ][ Publicidade ][ Ficha Técnica ][ Horóscopo ]
Transmontanos e Durienses +
Noticias do Douro
Pesquisa
Livro

Transmontanos e Durienses +

L


LOBO, Francisco Sales da Costa

nasceu em Vila Real, em 1852 e aqui faleceu em 1902. Em 4 de Agosto de 1998, na tertúlia "História ao Café", alguns comunicadores, entre os quais: Albano Ribeiro de Sousa, Manuel Vaz de Carvalho, João Montes, João Ribeiro Parente e Salvador Parente, abordaram "as armas de caça". Numa dessas palestras falou se, assim, de Francisco Sales da Costa Lobo: "Formou se em Medicina pela Universidade de Coimbra, mas exerceu a profissão apenas durante dez anos, já que, optando pelo exercício de funções públicas, lhe foi possível dedicar se às suas duas grandes paixões: a leitura
e os estudos arqueológicos. Exerceu alguns importantes cargos públicos, entre eles o de recebedor da Fazenda, professor e reitor do Liceu e Governador Civil. Em reconhecimento dos seus méritos, o rei D. Carlos deu lhe em 1900 o título de conselheiro. Como arqueólogo. deixou muito trabalho disperso, em publicações como "O Echo", "O Progresso do Norte" e "O Archeologo Portuguez". neste a convite do próprio Leite de Vasconcelos. No âmbito da história, escreveu estudos sobre os forais de Vila Real que lhe mereceram a eleição para sócio do Instituto de Coimbra. Sabe se ainda que deixou muito material inédito. Foi um dos protagonistas do movimento museológico sumido em Vila Real nos anos 90 do século passado e do movimento para a preservação do Santuário de Panóias. Por iniciativa de Ramalho Ortigão, foi feito vogal correspondente da Comissão de Monumentos Nacionais. Entre 1895 e 1898 (pelo menos), manteve correspondência com José Leite de Vasconcelos, fornecendo a esta matéria substancial que lhe permitiu desenvolver os seus estudos e dar actualidade à investigação sobre Panóias n"'O Archeolo go Portuguez". À medida que essa correspondência avançava e que se reconhecia o valor do monumento, tornam se insistentes as recomendações de Leite de Vasconcelos ao Dr. Francisco Sales da Costa Lobo, no sentido de acentuar a grande importância do santuário e de pressionar a Câmara Municipal a adquirir os terrenos envolventes, como primeiro passo para a sua recuperação".


In ii volume do Dicionário dos mais ilustres Trasmontanos e Alto Durienses,
coordenado por Barroso da Fonte, 656 páginas, Capa dura.
Editora Cidade Berço, Apartado 108 4801-910 Guimarães - Tel/Fax: 253 412 319, e-mail: ecb@mail.pt
Preço: 30€

(C) 2005 Notícias do Douro - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital.
Design: Notícias do Douro. Email do Jornal: noticias.do.douro@netc.pt