O Semanário de Trás-os-Montes e por excelência da Região Demarcada do Douro
Notícias do Douro Notícias do Douro
Notícias do Douro
Dolce Vita
[ Inquéritos ][ Fórum ][ Farmácias ][ Futebol ][ Agenda ][ Tempo ][ Pesquisa ][ Assinaturas ][ Publicidade ][ Ficha Técnica ][ Horóscopo ]
Transmontanos e Durienses +
Noticias do Douro
Pesquisa
Livro

Transmontanos e Durienses +

G


GIL, Cristóvão

Teólogo jesuíta (n. Bragança, Novembro, 1554 m. Coimbra, 7.01.1608). Ensinou Filos. no Colégio das Artes de Coimbra (1588-1591) e Teologia no Colégio de Jesus, também em Coimbra (1592-1595) e na Univ. de Évora (1595-1599), onde se doutorou (14.07.1595). Depois de ter sido censor geral dos livros em Roma (1599-1604), veio para Coimbra exercer, com direito a sucessão, a substituição de Suárez na cadeira Prima de Teologia. Na realidade, começou por substituir, em Véspera, Egídio da Apresentação e, só a partir de 1605, Suárez. É considerado um dos mais eminentes teólogos portugueses. Foi o primeiro autor escolástico (com antecipação de algumas décadas) a abandonar de maneira decidida e coerente o método docente do "comentário", para elaborar um opus theologicurrr completo, as Commerttatiortes Theologicae, cujo tratado proemial, de Sacra Doctrina. constitui a mais completa exposição de toda a escolástica sobre a natureza da teologia. No segundo livro desta obra são amplos os desenvolvimentos teológicos. Do seu ensino filosófico conservam se duas postilas por ele ditadas, contendo o comentário ao De generatione et corr uptione e ao de Anima, de Aristóteles. O confronto entre a primeira e a parte correspondente do Curso Conimbricense levou Domingos Maurício a inclinar se para a dependência deste relativamente a C. Gil. Além disso, o cotejo entre 14 das 38 "conclusões" ou teses defendidas pelos seus alunos que correspondem à matéria das duas postilas acima referidas permitirá provavelmente lançar luz sobre a questão da autoria das "conclusões", importante para a reconstituição do pensamento dos professores de filos. dessa época.
OBRAS: apenas se publicou, postumamente, o primeiro dos dois vols. Que deixou preparados Corrreutatiouurrr Theologicarurn de Sacra Doctrina et Esseutia atque Uuitate Dei (1121 páginas in fólio), Lião, 1610; Colónia, 1610, 1619 e 1641. As 38 Conclusões filosóficas encontram se na Bibl. Pública de Évora e as duas postilas na B.N., F.G.. ms. 2518 e 2516.
BiBL.: F. Stegmuller, Filosofia e Teologia nas Universidades de Coimbra e Évora no Século XVI,. Coimbra, 1959, 61,62; R. Cabral, "As funções da teologia segundo Cristovão Gil", in Theologica, 4(69), 5; id., "Filosofia no Colégio das Artes de Coimbra (séc. XVI), in Rev. Port. Filos., 38 II(83) 903 908; D. Maurício, "As Anotationes in librum de generation et corruptione" do P.C. Gil e as origens do Curso Conimbricense" in Las Ciencias 21(56), 83 110; J. Beumer "P. Christophorurn Gillius S. J. (1555-1608). Notae quaedam biographicae et bibliooraphicae", in Gregorianum 21(40), 248 254. R. Cabral In Logos, Enciclopédia Luso Brasileira de Filosofia, 2 volume

In ii volume do Dicionário dos mais ilustres Trasmontanos e Alto Durienses,
coordenado por Barroso da Fonte, 656 páginas, Capa dura.
Editora Cidade Berço, Apartado 108 4801-910 Guimarães - Tel/Fax: 253 412 319, e-mail: ecb@mail.pt
Preço: 30€

(C) 2005 Notícias do Douro - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital.
Design: Notícias do Douro. Email do Jornal: noticias.do.douro@netc.pt