O Semanário de Trás-os-Montes e por excelência da Região Demarcada do Douro
Notícias do Douro Notícias do Douro
Notícias do Douro
Dolce Vita
[ Inquéritos ][ Fórum ][ Farmácias ][ Futebol ][ Agenda ][ Tempo ][ Pesquisa ][ Assinaturas ][ Publicidade ][ Ficha Técnica ][ Horóscopo ]
Transmontanos e Durienses +
Noticias do Douro
Pesquisa
Livro

Transmontanos e Durienses +

F


FERNANDES, Porfírio

Nasceu em Constantim, concelho de Miranda do Douro, em Setembro de 1917. Faleceu em Poiares da Régua em 23.06.1998. Foi membro da Província Portuguesa da Sociedade Salesiano "O Mensageiro de Bragança", de 10 07.1998 escreveu dele: Feitos os estudos primários na sua terra natal, entrou no Seminário Salesiano de Poiares da Régua em 1 de Outubro de 1931, para em 23 de Setembro de 1935 iniciar o noviciado no Estoril, sendo na altura visitador extraordinário o P. Hermenegildo Carrá. A sua primeira profissão religiosa realizou se a 24 de Setembro de 1936 no Estoril e a perpétua em Lisboa a 29 de Agosto de 1942. De 1937 a 1946 fez os cursos de Filosofia e Teologia no Seminário Maior do Estoril. Ordenado Sacerdote foi enviado para Évora como o cargo de Catequista (1946/1947). De 1947 a 1948 foi director pedagógico na Escola Profissional de Santa Clara de Vila do Conde. De 1948 a 1979 foi professor de português no Seminário Médico de Mogofores, nas Oficinas de S. José de Lisboa, no Oratório de S. José de Évora, no Colégio dos órfãos do Porto, e na Escola Profissional de Santa Clara de Vila do Conde. De 1979 e 1983 trabalho nas Edições Salesianas do Porto como tradutor, para em 1987 ao abrigo da concessão de "Absentia domo" passar a auxiliar o Pároco de Ifânes e Constantim, freguesia do Concelho de Miranda do Douro, ao serviço do Bispo de Bragança Miranda. Como a saúde tivesse começado a faltar, o P. Porfírio viria a retirar se para a Comunidade salesiana de Poiares da Régua em 1997, onde veio a falecer. O P. Porfírio Fernandes levou sempre uma vida pobre, e muito raramente pedia aos Superiores fosse o que fosse para proveito pessoal. Por outro lado, gostava também de fazer o retiro anual com a sua família espiritual, e era um sacerdote zeloso na preparação das suas homilias. Agarrado à terra que o viu nascer, o P. Porfírio Fernandes levou para a congregação a cultura Mirandesa, ensaiando grupos de pauliteiros para se exibirem nas principais festas e dominando muito bem a sua língua nativa: o mirandês. Era um óptimo tradutor, um excelente professor de português e um amigo certo dos jovens que acompanhava nos recreios onde jogava o futebol com todos.


In ii volume do Dicionário dos mais ilustres Trasmontanos e Alto Durienses,
coordenado por Barroso da Fonte, 656 páginas, Capa dura.
Editora Cidade Berço, Apartado 108 4801-910 Guimarães - Tel/Fax: 253 412 319, e-mail: ecb@mail.pt
Preço: 30€

(C) 2005 Notícias do Douro - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital.
Design: Notícias do Douro. Email do Jornal: noticias.do.douro@netc.pt