O Semanário de Trás-os-Montes e por excelência da Região Demarcada do Douro
Notícias do Douro Notícias do Douro
Notícias do Douro
Dolce Vita
[ Inquéritos ][ Fórum ][ Farmácias ][ Futebol ][ Agenda ][ Tempo ][ Pesquisa ][ Assinaturas ][ Publicidade ][ Ficha Técnica ][ Horóscopo ]
Transmontanos e Durienses +
Noticias do Douro
Pesquisa
Livro

Transmontanos e Durienses +

B


BRAVO, Fernando Cantista Pizarro

nasceu em Chaves, em 17/12/1933. Frequentou o ensino primário em Chaves, o liceal em Chaves, Coimbra e Vila Real e, no Instituto Superior de Agronomia, em Lisboa, o curso de Engenheiro Agrónomo. Abandonou os estudos e, depois de ter feito o serviço militar em Vendas Novas, Sacavém e no Destacamento Misto do Forte de Almada, ingressou em 1965 na Guarda Fiscal, com o posto de Tenente, em resultado do primeiro concurso de oficiais milicianos para ingresso naquela Corporação. Comandou as Secções da Guarda Fiscal de Freixo de Espada à Cinta, Bragança, Chaves, Vimioso, Gaia e Marginal do Norte (Porto) e as 2.a, 4.a, 5.a e 6.a Companhias do Batalhão n.° 3 da Guarda Fiscal com sedes em Gaia, Chaves, Bragança e Vilar Formoso e a Companhia Independente n.° 4 na cidade da Horta (Açores). Passou à situação de Reserva, a seu pedido, com o posto de Capitão, em 1982, quando prestava serviço e funções docentes no Centro de Instrução da Guarda Fiscal, em Queluz. Em 1980 fez o Curso de Selecção de Pessoal (C.E.P.S. Ministério do Exército) e de Detecção do Consumo de Drogas no C.I.C.D. (Centro de Investigação e Controle de Droga). Na década de 70 foi Conselheiro Municipal em Chaves. Presidente da Assembleia Geral da Associação de Futebol de Vila Real, fundador e director do Aero Clube de Chaves. Desde os seus tempos de estudante universitário, em 1957, colabora na imprensa regional, abordando temas relacionados com o seu desenvolvimento regional e cooperativismo agrícola, e entre 1985 e 1996 produziu programas radiofónicos nas emissoras locais e na regional da Rádio Renascença, tratando os mesmos temas. Em 1983 foi eleito presidente da Direcção da Caixa de Crédito Agrícola Mútuo de Chaves tendo sido, nessa função responsável pela abertura da primeira instituição bancária na freguesia da Madalena (Chaves). Em representação da Caixa que dirigia foi eleito para o Conselho Fiscal da Caixa Central das Caixas de Crédito Agrícola Mútuo e da sua Federação nacional até 1996, altura em que pediu a demissão dos cargos que desempenhava. Foi delegado da CONFAGRI (Confederação Nacional das Cooperativas Agrícolas) e responsável pelo I Encontro das Caixas Agrícolas da província de Trás os Montes. Em 1989 frequentou os cursos de Gestão e Jurídico do Instituto António Sérgio para Directores Cooperativos na Universidade Portucalense. No mesmo ano tomou parte em reuniões internacionais, em Portugal e Espanha, integradas no Projecto LEDA (criação de emprego em espaço rural). Em Julho de 1990, dentro do Programa "Visites Echanges 1990", representou Portugal no Comité d'Expansion Economique de l 'Aveiron em Rodez, em França, integrado no "Groupement European pour Ia Promotion des Iniciatives Locales pour l ‘ Emploi". De 30 de Setembro a 12 de Outubro de 1990 frequentou em Oxford (Reino Unido), na "Plunket Foundation" o curso para "Cooperative Directors in the U.K.". Em 1992 tomou parte em várias reuniões em Sitia (ilha de Creta, Grécia) e em Nyons Baronnies (França) incluídas no "Projecto SAPIC" (promoção de produtos locais). Em Junho de 1994 representou a Associação de Desenvolvimento Regional do Alto Tâmega (ADRAT), de que foi director, na Irlanda, na Universidade de Limerick, dentro dos Programas Europeus de Acção para o Desenvolvimento Local do Emprego. Colaborando no "Projecto Overture" (abertura da Europa aos países de Leste) foi Delegado do Alto Tâmega em encontros realizados em Chester (Reino Unido), em Fevereiro de 1994, e nos distritos de Jicin, Trutnov e Semily, na República Checa, em Fevereiro e Junho do mesmo ano. Em 1993 foi candidato às eleições para a Câmara Municipal de Chaves, como Independente, encabeçando a lista do Centro Democrático Social (CDS). Colaborou como assistente ou como conferente em vários Colóquios e nos Cursos de Verão da UTAD (Pólo de Chaves) onde foram tratados temas tão diversos como a poesia, a numismática, o cooperativismo, o desenvolvimento regional e, ultimamente, em 1998, esteve no II Encontro Peninsular de Numismática Antiga e em Março de 2000 no I Congresso Luso Brasileiro de Numismática. É sócio da Associação Numismática de Portugal, Sociedade Portuguesa de Numismática, Associação Numismática Espanhola, Fórum Ibérico do Coleccionismo, Associação da Nobreza História de Portugal, Sociedade Histórica de Independência de Portugal, Sociedade Portuguesa de Genealogia, do Centro de Estudos de Genealogia, Heráldica e História da Família da Universidade Moderna e de outras Associações Desportivas, Culturais, Humanitárias e Recreativas da região do Alto Tâmega. É, desde a sua fundação, membro permanente do Júri dos Prémios "PÓDIUM", atribuídos anualmente a pessoas e instituições do Alto Tâmega que merecem ser distinguidas por acções relevantes.


In ii volume do Dicionário dos mais ilustres Trasmontanos e Alto Durienses,
coordenado por Barroso da Fonte, 656 páginas, Capa dura.
Editora Cidade Berço, Apartado 108 4801-910 Guimarães - Tel/Fax: 253 412 319, e-mail: ecb@mail.pt
Preço: 30€

(C) 2005 Notícias do Douro - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital.
Design: Notícias do Douro. Email do Jornal: noticias.do.douro@netc.pt