O Semanário de Trás-os-Montes e por excelência da Região Demarcada do Douro
Notícias do Douro Notícias do Douro
Notícias do Douro
Dolce Vita
[ Inquéritos ][ Fórum ][ Farmácias ][ Futebol ][ Agenda ][ Tempo ][ Pesquisa ][ Assinaturas ][ Publicidade ][ Ficha Técnica ][ Horóscopo ]
Transmontanos e Durienses +
Noticias do Douro
Pesquisa
Livro

Transmontanos e Durienses +

T


TEIXEIRA, Pedro

nasceu em S. Brás e faleceu no Pará, em 4.6.1640. Vivia nessa cidade, em 1637, quando se relacionou com dois franciscanos espanhóis que tinham descido o Amazonas, vindos de Quito, para a província de Encabelados, e tinham sido atacados pelos índios em Algaria, conseguindo com grande dificuldade chegar àcapitania de Maranhão. Era governador desta capitania Jácome Raimundo de Noronha, que ao saber do ataque, resolveu organizar uma expedição composta por 70 soldados, 1200 índios, quase todos do Marajo, e 70 canoas, das quais 47 de grandes dimensões. Comandava esta expedição o capitão mor Pedro Teixeira, sendo a vanguarda capitaneada pelo coronel Bento Rodrigues de Oliveira, etc. A expedição saiu de Cauretá em 28 de Outubro de 1637 e a 23 de Dezembro, Pedro Teixeira chegou a uma ilha desconhecida a que deu o nome de ilha das Areias. Desta expedição que atingiu o Perú, fez se uma Relação escrita pelos frades Acurva e Artiega, que depois seria apresentada a Filipe II que governava Portugal. Ao tomar posse da margem direita do rio Napo, ainda que fazendo o em nome do rei de Espanha, logo frisou bem a circunstância de que essa posse era para a coroa de Portugal e não para a de Espanha. A deliberação de Pedro Teixeira de delimitar a fronteira do Brasil no local por ele marcado, fez com que mais tarde, ao dar se a separação das duas coroas, Portugal pudesse apresentar os seus direitos de uma maneira definitiva contra as pretensões apresentadas por Espanha. A 12 de Junho de 1693, chegou Pedro Teixeira a Belém, de onde passou imediatamente a S. Luís de Maranhão. A 28 de Fevereiro de 1640 foi nomeado governador do Pará, mas a expedição abalara lhe a saúde e, tendo sido acometido de doença grave, entregou o governo a Francisco Cordovil a 26 de Maio do mesmo ano, tendo morrido passados poucos dias, depois de ter inscrito o seu nome como um dos maiores exploradores do Amazonas, no seu tempo.


In i volume do Dicionário dos mais ilustres Trasmontanos e Alto Durienses,
coordenado por Barroso da Fonte, 656 páginas, Capa dura.
Editora Cidade Berço, Apartado 108 4801-910 Guimarães - Tel/Fax: 253 412 319, e-mail: ecb@mail.pt
Preço: 30€

(C) 2005 Notícias do Douro - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital.
Design: Notícias do Douro. Email do Jornal: noticias.do.douro@netc.pt