O Semanário de Trás-os-Montes e por excelência da Região Demarcada do Douro
Notícias do Douro Notícias do Douro
Notícias do Douro
Dolce Vita
[ Inquéritos ][ Fórum ][ Farmácias ][ Futebol ][ Agenda ][ Tempo ][ Pesquisa ][ Assinaturas ][ Publicidade ][ Ficha Técnica ][ Horóscopo ]
Transmontanos e Durienses +
Noticias do Douro
Pesquisa
Livro

Transmontanos e Durienses +

N


NORONHA, Leonor de

viveu entre 1488 e 1563. Era filha do 2.° marquês de Vila Real, D. Fernando de Meneses. E irmã de D. Pedro de Meneses que foi conde de Alcoutim e mais tarde, 3.° marquês de Vila Real. Foi escritora. Aprendeu latim com Cataldo Siculo que a descreve em versos latinos, aos 11 anos, de cabelos louros e tez rosada. "Mais tarde, o humanista tece no seu epistolário rasgados elogios à inteligência e aplicação ao estudo da discípula. Não parece fácil que tenha sido aluna de André de Resende, como dizem Barbosa Machado e outros, pois à roda de 1505 sendo Resende (n. 1500) menino, já D. Leonor era elogiada por Cataldo numa carta ao rei D. Manuel (Epistolarum (...) Secunda Pars, fol. B) como latinista distinta. Quando 0 marquês D. Pedro, seu irmão, fez testamento em Santarém, em 1543, deixou lhe uma tença de 250 mil réis anuais. Viveu solteira e levou vida de piedade e estudo. Traduziu o humanista it. Marcantonio Coccio Sabellico (m. 1506), ampliando o ocasionalmente.
OBRAS: Coronica Geral de Marco António Cocio Sabelico des ho começo do mundo ate nosso tempo tresladada de latim em lingoagé Portugues por Dona Lianor filha do Marques de ela Real Dom Fernando, C., 1550; na p. 315 principia o Capitulo de lob de que nam faz mençam Sabelico; Coronica geral da eneyda seguda de Março Antonio Cocio Sabelico des ho começo do mundo até nosso tempo. Tresladada de latim em lingoagé Portugues por Dona Lianor filha do Marques de Vila Real Dom Fernando, ibid., 1553; Este livro he do começo da historea de nossa redeçam que se fez para consolação dos que nam sabé latim. Lx., 1552; Esta he a segunda parte da historia de nosa redenção, que se fez gera consolação dos que não sabé latim, ibid., 1554.
Bibl. Barbosa Machado; José dos Santos,
Catalogo da Livraria que Pertenceu aos Condes de Azevedo e de Samodães, vol. II, P., 1922; A . Costa Ramalho, Estudos sobre a Época do Renascimento, C., 1969; Maria Beatriz Silvestre. A Correspondência de Cataldo com os Condes de Alcoutim, ibid., 1965 (dissertação de licenciatura, dactilografada)".
A. Costa Ramalho, in Enc. Verbo.


In i volume do Dicionário dos mais ilustres Trasmontanos e Alto Durienses,
coordenado por Barroso da Fonte, 656 páginas, Capa dura.
Editora Cidade Berço, Apartado 108 4801-910 Guimarães - Tel/Fax: 253 412 319, e-mail: ecb@mail.pt
Preço: 30€

(C) 2005 Notícias do Douro - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital.
Design: Notícias do Douro. Email do Jornal: noticias.do.douro@netc.pt