O Semanário de Trás-os-Montes e por excelência da Região Demarcada do Douro
Notícias do Douro Notícias do Douro
Notícias do Douro
Dolce Vita
[ Inquéritos ][ Fórum ][ Farmácias ][ Futebol ][ Agenda ][ Tempo ][ Pesquisa ][ Assinaturas ][ Publicidade ][ Ficha Técnica ][ Horóscopo ]
Transmontanos e Durienses +
Noticias do Douro
Pesquisa
Livro

Transmontanos e Durienses +

N


NEVES, Abílio Augusto Vaz das

nasceu em Ifanes, concelho de Miranda do Douro, em 8.6.1894. Em 1908 entrou no Seminário de Meliapor (União Indiana). Depois passou pelo liceu para aprender línguas e pelo Seminário Diocesano de Mangalor dirigido pelos Jesuítas. Depois de concluído o curso teológico regressou a Meliapor. Em 7 de Dezembro de 1919 foi ordenado sacerdote pelo bispo D. Teotónio Vieira de Castro. Em 1920 foi nomeado Capelão da Catedral de S. Tomé de Meliapor e, director do Internato de S. Beda que era anexo ao Colégio Diocesano do mesmo nome. Em 19.3.1921 depois de 14 anos de ausência, veio a Portugal em gozo de férias. Em 14.3.1922 foi nomeado missionário oficial do Padroado Português (Prot. 6.354). No regresso de férias (em 4.3.1923) foi nomeado director efectivo do Internato de S. Belo e professor do mesmo Colégio de Latim, Geografia e História da Índia. Em 1924 foi nomeado pró vigário da comunidade europeia da Sé Catedral de Meliapor e prof. de Religião e Moral no Colégio de S. Tomé, para indianos. Durante muitos anos foi director da Congregação das Filhas de Maria do Convento das Franciscanas de Maria Meliapor que dirigiu até à sua nomeação de pró vigário da Sé de Meliapor. Em Dezembro de 1933 foi nomeado bispo de Cochim e sagrado por D. Teotónio Vieira de Castro que era o Patriarca das índias, na Igreja do Bom Jesus da Velha Goa, dia 28.1.1934. Em 2.2 entrou solenemente no governo da Diocese. Em 6.12.1938 foi transferido para a Diocese de Bragança e Miranda. Tomou posse por procuração, em 28.3.1939 e entrou solenemente na Diocese em 30 de Março. Desde aí em diante todos os anos difundiu uma Pastoral sobre assuntos vários. Desde a fundação da Diocese, em 22.5.1542 somente se celebrou um Sínodo Diocesano, convocado por D. Julião de Alva, em 1563. Em 1945, data em que se comemoravam os 400 anos da fundação da Diocese, D. Abílio convocou o II Sínodo Diocesano, durante o qual foram promulgadas as novas Constituições do Bispado. Nomeou, enquanto foi ali bispo, cinco cónegos e todos os membros da Cabido que havia à sua morte. De 1940 a 1948 realizou Congressos Eucarísticos em: Miranda do Douro, Moncorvo, Mirandela e Bragança. Pio XII louvou o pelo trabalho desenvolvido na Diocese. Em 1959, por ocasião das bodas de prata da sua sagração episcopal sua Santidade o Papa João XXI11 enviou lhe uma carta autógrafa. Em 1955 sagrou D. Manuel António Pires que durante vários anos foi seu braço direito e que viria a ser Bispo de Silva Porto. Desenvolveu substancialmente a Diocese, com obras que perduram: Congregação Religiosa das Servas Franciscanas Reparadoras de Jesus Sacramentado. Construiu o Colégio Diocesano de S. João de Brito, com internato e externato em Bragança. Construiu o Colégio Diocesano de Mogadouro. Promoveu a reconstrução e ampliação do Edifício do Paço Episcopal destruído parcialmente por um incêndio, em 1950. Concluiu as obras do Seminário de S. José de Bragança. Mandou fazer obras no Seminário de Vinhais. Interessou se pela construção da Escola do Magistério Primário de Bragança. Criou prémios para os melhores alunos. Faleceu em 1979, em Macedo de Cavaleiros.


In i volume do Dicionário dos mais ilustres Trasmontanos e Alto Durienses,
coordenado por Barroso da Fonte, 656 páginas, Capa dura.
Editora Cidade Berço, Apartado 108 4801-910 Guimarães - Tel/Fax: 253 412 319, e-mail: ecb@mail.pt
Preço: 30€

(C) 2005 Notícias do Douro - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital.
Design: Notícias do Douro. Email do Jornal: noticias.do.douro@netc.pt