O Semanário de Trás-os-Montes e por excelência da Região Demarcada do Douro
Notícias do Douro Notícias do Douro
Notícias do Douro
Dolce Vita
[ Inquéritos ][ Fórum ][ Farmácias ][ Futebol ][ Agenda ][ Tempo ][ Pesquisa ][ Assinaturas ][ Publicidade ][ Ficha Técnica ][ Horóscopo ]
Transmontanos e Durienses +
Noticias do Douro
Pesquisa
Livro

Transmontanos e Durienses +

M


MOURA, Jorge Barroso de

nasceu na aldeia do Antigo e freguesia de Viade, concelho de Montalegre, em 1.1.1939. É filho de Domingos Martins Barroso de Moura, natural de Padornelos (do mesmo concelho) e de Arminda de Miranda Barroso, natural do Antigo de Viade, a qual foi professora do ensino primário, durante muitos anos. É irmão de outros ilustres Barrosões: Dr. João Barroso de Moura (Juíz); Fernando B. Moura que se aposentou como Coronel Tirocinado; Eng.° António B. Moura, Administrador Florestal, Eng.° Mário B. Moura e três irmãs, todas professoras: Isabel, Maria Luísa e Maria Cristina. Em 1956 ingressou na Academia Militar, terminando o curso em 1959. Foi logo instrutor e, já como oficial, foi mobilizado (1961/62), para Moçambique. Entre 1963/1964 regressa à Academia Militar, como instrutor. De 1964 a 1966 vai para Macau, como comandante militar. Regressa e faz vários cursos, para além de continuar como comandante em unidades militares. Entre 1968 e 1969 é mobilizado para a Guiné, como comandante de Batalhão. Em 1972/74 regressa à Academia Militar, como Comandante. Entre 1974/75 volta a Moçambique, comandante Chefe. Regressado à Metrópole desempenha diversas funções e frequenta vários cursos de formação, no país e no estrangeiro. Entre 1984 e 1987 é Comandante Militar nos Açores. Em 1987 e 1988 é Chefe do Estado Maior da GNR. Em 1991/92 faz o curso de Defesa Nacional. Em 1993/94 é General Chefe das Forças Armadas. Em 1996 é nomeado Comandante Chefe da MINURSOL no Saara. Frequentou diversos cursos de formação militar especializado: Operações especiais em Lamego (Ranger), Curso de Defesa Nacional, etc.. Ao longo da sua carreira militar teve vários louvores e condecorações. Um dos quais foi do seguinte teor: "Louvor Prevê se que cesse funções, a muito curto prazo, por força da remodelação introduzida, o brigadeiro (51400111) Jorge Barroso de Moura, que tem vindo a desempenhar as funções de Chefe de Estado Maior do Centro de Operações Conjunto das Forças Armadas. Tratando se de um órgão novo, criado por legislação recente no âmbito da reestruturação do EMGFA, tem vindo o brigadeiro Barroso de Moura a desenvolver uma constante actividade no sentido não só de definir os seus requisitos operacionais como todos os outros aspectos relacionados com o seu funcionamento. Dificuldades diversas deram origem a que só recentemente tenha sido possível a implementação do COC, muito embora já viessem do anterior a ser desenvolvidas actividades do seu âmbito, nomeadamente no que respeita a exercícios, como seja o "Crisis Management Exercise", o "Resolute Response" e o "Purple Nova". Todos estes trabalhos, envolvendo numerosos documentos, ordens de operações, etc., foram especialmente impulsionados e muitas vezes executados pelo brigadeiro Barroso de Moura, que, com o seu elevado espírito de missão e sentido concretizador, soube transmitir e incutir no pouco pessoal de que dispunha essa vontade de fazer, suplantando e ultrapassando as carências existentes, especialmente na área de apoio. Também e como atribuição específica, foi o brigadeiro Barroso de Moura encarregado de coordenar e consolidar toda a documentação relacionada com a organização do Estado Maior General das Forças Armadas, seus quadros orgânicos, descrição de funções, missões e competências, trabalho que desenvolveu com muito acerto e competência. Assim, louvo o brigadeiro Barroso de Moura pela forma altamente empenhada e meritória como tem vindo a desempenhar as suas funções, sendo de inteira justiça realçar a sua acção, que, mais uma vez, confirmou de forma inequívoca as virtudes militares que lhe vêm sendo recolhidas ao longo da sua carreira. 12.4.94 O Chefe do Estado Maior General das Forças Armadas, António Carlos Fuzeta da Ponte, almirante. Foi promovido a general em 1997".


In i volume do Dicionário dos mais ilustres Trasmontanos e Alto Durienses,
coordenado por Barroso da Fonte, 656 páginas, Capa dura.
Editora Cidade Berço, Apartado 108 4801-910 Guimarães - Tel/Fax: 253 412 319, e-mail: ecb@mail.pt
Preço: 30€

(C) 2005 Notícias do Douro - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital.
Design: Notícias do Douro. Email do Jornal: noticias.do.douro@netc.pt