O Semanário de Trás-os-Montes e por excelência da Região Demarcada do Douro
Notícias do Douro Notícias do Douro
Notícias do Douro
Dolce Vita
[ Inquéritos ][ Fórum ][ Farmácias ][ Futebol ][ Agenda ][ Tempo ][ Pesquisa ][ Assinaturas ][ Publicidade ][ Ficha Técnica ][ Horóscopo ]
Transmontanos e Durienses +
Noticias do Douro
Pesquisa
Livro

Transmontanos e Durienses +

M


MONTALVÃO, António Vicente Ferreira

nasceu em Santo Estevão, concelho de Chaves, em 18.12.1840. Alistou se como voluntário no Regimento de Cavalaria n.° 6, sendo incorporado em 12.7.1860. Foi promovido a alferes em 19.10.1864. Era bacharel em Matemática pela Universidade de Coimbra e o título do Curso do Estado Maior e Engenharia Militar e Civil da Escola Politécnica. Também teve o curso de Artilharia, concluído em 1865. Foi professor de Matemática, de Física e de Química Elementar e ainda de História Natural no Colégio Militar. Mais tarde seria nomeado lente da cadeira de Noções de Cosmografia Matemática de Introdução às Ciências Naturais e de Física e Química Elementar. Em 1872 foi promovido a Capitão, continuando como professor. Em 1873 foi colocado na Direcção da Arma de Artilharia, passando em 1875 para o seu Estado Maior. Sempre fez parte do júri das cadeiras relacionadas com as matérias que leccionava. Em 1887 foi incumbido de apresentar o projecto para a reorganização do Exército. Em 1888 foi promovido a Tenente Coronel e em 1893 a Coronel. Fez parte da Comissão da escolha de tipos de quartéis, hospitais e outros edifícios militares. Foi também inspector de material de guerra da 1 â divisão militar. Em 1902 foi promovido a General da Brigada e Comandante da Escola do Exército, passando à situação de reserva com o posto de General de Brigada e o soldo mensal de 180$000 reis, em 19.112.1907. Reformou se por limite de idade em 12.2.1916. Teve vários louvores: Cavaleiro da Ordem de Carlos IR, de Espanha, em 1884 e de Comendador da Ordem Militar de S. Bento de Aviz. Francisco Gonçalves Carneiro escreveu que o General Montalvão foi o maior matemático do seu tempo. Faleceu em 19.9.1919 e a Câmara de Chaves consagrou o seu nome numa artéria urbana.


In i volume do Dicionário dos mais ilustres Trasmontanos e Alto Durienses,
coordenado por Barroso da Fonte, 656 páginas, Capa dura.
Editora Cidade Berço, Apartado 108 4801-910 Guimarães - Tel/Fax: 253 412 319, e-mail: ecb@mail.pt
Preço: 30€

(C) 2005 Notícias do Douro - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital.
Design: Notícias do Douro. Email do Jornal: noticias.do.douro@netc.pt