O Semanário de Trás-os-Montes e por excelência da Região Demarcada do Douro
Notícias do Douro Notícias do Douro
Notícias do Douro
Dolce Vita
[ Inquéritos ][ Fórum ][ Farmácias ][ Futebol ][ Agenda ][ Tempo ][ Pesquisa ][ Assinaturas ][ Publicidade ][ Ficha Técnica ][ Horóscopo ]
Transmontanos e Durienses +
Noticias do Douro
Pesquisa
Livro

Transmontanos e Durienses +

M


MONIZ, António Bernardo da Fonseca

foi eleito Bispo da Diocese do Algarve em 5.1.1840. Nasceu em Moncorvo em 11.3.1789. Formou se em Direito na Universidade de Coimbra em Junho de 1814. Recebeu ordens sacras em 1816 e foi nomeado Vigário Geral da Comarca de Valença. Após três anos foi provido por concurso na Abadia de Gemeses, no concelho de Esposende. Em 4.9.1819 foi nomeado Procurador Geral da Mitra pelo Arcebispo de Braga. Aí desempenhou diversos cargos religiosos e em Junho de 1826 foi provido, em concurso, na Abadia de Santa Eulália de Beiriz, concelho de Vila do Conde. Em 21.9.1827 falecia o Arcebispo de Braga e ele retirou se para aquela Igreja, de onde apenas saiu em 1833, por temer represálias por parte dos seguidores de D Miguel. Em 1834 foi nomeado por D. Pedro Governador do Bispado de Coimbra; Tesoureiro Mor da Sé Metropolitana de Lisboa (em 29/4) e Cónego da mesma Sé, tendo tomado posse em 1.5.1835. Em 1836 transitou para Governador da Diocese de Braga, cargo de que foi exonerado por decreto de 15 de Setembro de 1836. Entretanto foi eleito Deputado às cortes de 1834 e de 1836, pela Província do Minho e foi Senador pelo Círculo de Viana do Castelo para as Cortes de 1840. Em 5 de Janeiro de 1840 seria eleito Bispo do Algarve. Mas como estava ocupado com o Governo da Diocese, não tomou posse, tomando a em seu nome o Dr. António Luís de Macedo, Cónego de Faro. Só em 27 de Maio D. António Moniz se apresentou para assumir o bispado, que somente exerceu até 27.2.1841, data em que regressou a Lisboa, para ocupar a cadeira de senador. Por divergências, então reinantes entre a Política Portuguesa e a Santa Sé, somente foi confirmado em 22.1.1844. Em 16.6 desse ano foi sagrado pelo Arcebispo de Braga, fazendo a entrada triunfal, em Faro, no 1.° Domingo de Setembro. Desde 7 de Julho de 1851 a 4.3.1852 foi Ministro da Justiça. Em 3.2.1852 tomou posse na Câmara dos Pares. O clima do Algarve era prejudicial à sua saúde e por isso pediu a Transferência para a Sé do Porto, aí entrando em 15.3.1854, sendo confirmado em 23.6 do mesmo ano.



In i volume do Dicionário dos mais ilustres Trasmontanos e Alto Durienses,
coordenado por Barroso da Fonte, 656 páginas, Capa dura.
Editora Cidade Berço, Apartado 108 4801-910 Guimarães - Tel/Fax: 253 412 319, e-mail: ecb@mail.pt
Preço: 30€

(C) 2005 Notícias do Douro - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital.
Design: Notícias do Douro. Email do Jornal: noticias.do.douro@netc.pt