O Semanário de Trás-os-Montes e por excelência da Região Demarcada do Douro
Notícias do Douro Notícias do Douro
Notícias do Douro
Dolce Vita
[ Inquéritos ][ Fórum ][ Farmácias ][ Futebol ][ Agenda ][ Tempo ][ Pesquisa ][ Assinaturas ][ Publicidade ][ Ficha Técnica ][ Horóscopo ]
Transmontanos e Durienses +
Noticias do Douro
Pesquisa
Livro

Transmontanos e Durienses +

M


MACHADO, Diogo Barbosa

também conhecido e nalgumas enciclopédias inventariado como Abade de Cever (noutras Sever, mas errado, porque a freguesia é Cever) nasceu em 31.3.1682. A partir de 1708 frequentou a Universidade de Coimbra que teve de abandonar por razões de saúde. Em 1724 foi ordenado sacerdote e em Nov. de 1728 é colocado, como Abade de Santo Adrião de Cever, concelho de Santa Marta de Penaguião. É ao serviço desta freguesia que fica conhecido. Por isso lhe adopta o nome. Dedicou se aos estudos históricos, escrevendo Memórias sobre o governo de D. Sebastião (1736). Ao mesmo tempo apresentou trabalhos na Academia Real de História de que foi um dos 50 sócios fundadores. Contudo a obra que o imortalizou chamou se Biblioteca Lusitana que ainda hoje é consultada pela sua grande utilidade. Foi, até aí, o primeiro a assumir essa árdua tarefa, com resultados que os séculos já comprovaram como bons. Começou em 1716 a recolha dos elementos e os 4 volumes foram aparecendo: 1741, 1747, 1752 e 1759. Foi um grande coleccionador de livros, tendo deixado uma fortuna nesse tipo de espólio, no que foi ajudado pelo próprio Rei D. João V. Para além da qualidade das obras, era a riqueza das encadernações, do melhor que havia no país. Foi a partir da biblioteca do Abade de Cever que D. José constituiu a Real Biblioteca da Ajuda, a qual, ao tempo das invasões francesas (1808), foi transferida para o Brasil, pelo que se encontra hoje essa herança do Transmontano Diogo Barbosa Machado, na Biblioteca do Rio de Janeiro. De entre o diversificado espólio que ele deixou e que D. José recolheu, constam: 100 volumes de obras raríssimas, 700 retratos dos reis e príncipes de Portugal e cerca de 1.400 retratos de Portugueses ilustres, para além de um volume de cartas e mapas geográficos que para aquela época constituía coisa rara e preciosa. Faleceu em 9.8.1772, sendo sepultado na Igreja dos Padres da Congregação da Missão, em Rilhafoles.


In i volume do Dicionário dos mais ilustres Trasmontanos e Alto Durienses,
coordenado por Barroso da Fonte, 656 páginas, Capa dura.
Editora Cidade Berço, Apartado 108 4801-910 Guimarães - Tel/Fax: 253 412 319, e-mail: ecb@mail.pt
Preço: 30€

(C) 2005 Notícias do Douro - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital.
Design: Notícias do Douro. Email do Jornal: noticias.do.douro@netc.pt