O Semanário de Trás-os-Montes e por excelência da Região Demarcada do Douro
Notícias do Douro Notícias do Douro
Notícias do Douro
Dolce Vita
[ Inquéritos ][ Fórum ][ Farmácias ][ Futebol ][ Agenda ][ Tempo ][ Pesquisa ][ Assinaturas ][ Publicidade ][ Ficha Técnica ][ Horóscopo ]
Transmontanos e Durienses +
Noticias do Douro
Pesquisa
Livro

Transmontanos e Durienses +

L


LAGE, Jorge Joaquim

nasceu em Chelas, freguesia de Cabanelas, concelho de Mirandela, em 25.6.1948. Frequentou o colégio Marista de Leiria (1960 66). No Colégio da Boavista, em Vila Real, completou o 7.° ano liceal. Licenciou se em História pela Universidade do Porto e é Técnico Superior do Ministério da Educação. Tem formação complementar no âmbito do Património Cultural e da Segurança das Escolas e o curso de Informática da Universidade Portucalense. Foi professor com funções técnico pedagógicas na Educação de Adultos (1981 1993). Optou, depois, pela carreira técnica superior. Foi responsável distrital pelas associações culturais e pelo património cultural, pelo acompanhamento pedagógico dos cursos da Extensão Educativa e PRODEP. Desenvolveu análise crítica sobre publicações de âmbito nacional e teve programas na rádio. Colaborou com o projecto Minerva da UM (1989 1992) e foi membro executivo da Comissão Organizadora de Alfabetização de Braga. Desde 1994 é Delegado Distrital de Segurança nas Escolas do Distrito de Braga, tendo o seu serviço sido destacado pelo Ministério da Educação. Tem participado em seminários, congressos, conferências, palestras sobre temas vários. É sócio de uma série de associações, com funções directivas em várias delas. É o sócio n.° 1 da Casa de Trás osMontes e Alto Douro, em Braga. Foi oficial na Guiné, passando à disponibilidade como capitão do quadro permanente. Tem colaboração regular em vários jornais regionais, nomeadamente: Notícias de Chaves e Notícias de Mirandela, versando essencialmente temática Transmontana. Confessa que o "seu partido é Trás os Montes e há algo que sente e lhe corre nas veias que o identifica com o granito e o xisto, com os caminhos e a paisagem Transmontana. Ver um Transmontano é ver um Amigo, alguém que nos é próximo, que tem as mesmas raízes, o mesmo chão e o mesmo património ancestral. Ser transmontano é uma religião, que só aceita ter acima a religião católica, que se tem de defender, com vitórias e derrotas, mas nunca desistindo. Ser Transmontano é honrar a memória dos nossos ancestrais e as raízes telúricas que nos legaram".


In i volume do Dicionário dos mais ilustres Trasmontanos e Alto Durienses,
coordenado por Barroso da Fonte, 656 páginas, Capa dura.
Editora Cidade Berço, Apartado 108 4801-910 Guimarães - Tel/Fax: 253 412 319, e-mail: ecb@mail.pt
Preço: 30€

(C) 2005 Notícias do Douro - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital.
Design: Notícias do Douro. Email do Jornal: noticias.do.douro@netc.pt