O Semanário de Trás-os-Montes e por excelência da Região Demarcada do Douro
Notícias do Douro Notícias do Douro
Notícias do Douro
Dolce Vita
[ Inquéritos ][ Fórum ][ Farmácias ][ Futebol ][ Agenda ][ Tempo ][ Pesquisa ][ Assinaturas ][ Publicidade ][ Ficha Técnica ][ Horóscopo ]
Transmontanos e Durienses +
Noticias do Douro
Pesquisa
Livro

Transmontanos e Durienses +

F


FIDALGO, Justiniano da Silva

Mais conhecido por Justiniano nasceu na Ponteira, uma típica aldeia, das vizinhanças da Barragem de Paradela, no concelho de Montalegre. Veio ao mundo em 5.10.1882 e faleceu (nos Estados Unidos da América do Norte) em 23.11.1942. Era filho de um almocreve, ofício comum nesses tempos difíceis, aos habitantes da Ponteira e arredores. Já na aldeia a sua força hercúlea dera nas vistas. Depois foi se até Lisboa e também aí mostrou o que valia, em actividades que exigiam grande físico. A dada altura emigrou para os USA. Aí dedicou-se à luta livre, chegando a ser campeão. A sua fama logo galgou fronteiras. Era um português de Trás-os-Montes, mais propriamente de Barroso que dava cartas. Casou com Josefa Pereira. uma Barrosã de Padroso, de quem teve três filhos. Tinham familiares na Lapela e em Codeçoso. além da família directa de Padroso. A Comunidade Luso americana celebrou, por diversas vezes, esse herói Barrosão. Embora oficialmente se saiba de três filhos do casamento. o certo é que três suas filhas (Ana Silva Amaral. Sara Silva Baptista e Júlia Silva) em carta dirigida ao Povo de Barroso. de 31.3.92, dizem o seguinte: "Aqui nos Estados Unidos o nosso pai usava o nome de Justiniano da Silva para ser mais fácil quando fazia muitas viagens para lutar em Cuba. América Central e América do Sul. Tinha dez filhos (não três): José, Júlia, Américo. Mário (já falecido), Sara Maria, Sarmento. Justiniano (já falecido), Ana e Priscila. Dos cinco rapazes, quatro serviram na Segunda Guerra Mundial e um na Guerra da Coreia. Na vida civil tiveram vários empregos: um foi negociante, outro foi director numa fábrica; um foi oficial no Tribunal, outro mecânico e o quinto foi Professor de Liceu. Este quando faleceu era director de uma Escola em Ludiow. Uma filha é tradutora no Tribunal, outra é proprietária do Ludlow Travel Agency, uma outra é empregada no Registo Predial, uma quarta é professora e uma quinta é chefe num liceu. Todos os filhos (vivos) continuam a viver na vila de Ludlow, Massachudetts. Destes 10 filhos existem 18 netos e 28 bisnetos. Dos netos, quatro são enfermeiras diplomadas, três professoras, um médico, um advogado, duas cabeleireiras, um vendedor de propriedades, uma conselheira no tribunal, um negociante, um segundo dirigente do Social Security, um artista, etc.". Os dados que aqui reproduzimos e fiéis por serem fornecidos pelas Filhas, ajudam a compreender o relevante papel que exerceu Justiniano Fidalgo, um Barrosão da Ponteira que foi herói nos USA e que espalhou uma geração de ilustres luso americanos.


In i volume do Dicionário dos mais ilustres Trasmontanos e Alto Durienses,
coordenado por Barroso da Fonte, 656 páginas, Capa dura.
Editora Cidade Berço, Apartado 108 4801-910 Guimarães - Tel/Fax: 253 412 319, e-mail: ecb@mail.pt
Preço: 30€

(C) 2005 Notícias do Douro - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital.
Design: Notícias do Douro. Email do Jornal: noticias.do.douro@netc.pt