O Semanário de Trás-os-Montes e por excelência da Região Demarcada do Douro
Notícias do Douro Notícias do Douro
Notícias do Douro
Dolce Vita
[ Inquéritos ][ Fórum ][ Farmácias ][ Futebol ][ Agenda ][ Tempo ][ Pesquisa ][ Assinaturas ][ Publicidade ][ Ficha Técnica ][ Horóscopo ]
Transmontanos e Durienses +
Noticias do Douro
Pesquisa
Livro

Transmontanos e Durienses +

C


CASTRO, José Maria Ferreira de

Não nasceu em Trás-os-Montes, viveu em Barroso, entre 1933 e 1934, recolhendo materiais para o Romance Terra Fria que foi o mais marcante livro que até hoje se escreveu sobre a região de Barroso. Inclusivé já foi passado a filme, graças ao também esforçado intelectual António Campos. É justo, pois que nesta obra se recorde um daqueles que mais contribuiu para dar a conhecer uma Terra que até aí era praticamente ignorada. Eis a sua biografia: Nasce na freguesia de São Pedro de Ossela, Oliveira de Azeméis, em 24 de Maio de 1898. Órfão, de pai os 8 anos, embarca em 1911 para Brasil, num navio de emigrantes.
Instala se no Pará e depois na Amazónia, trabalhando em seringal. Quando já não suporta mais aquele trabalho de quase escravatura, regressa ao Pará e, algum tempo depois, dá os primeiros passos no jornalismo. Funda o jornal "A Cruzada", de curta vida, e colabora no "Jornal dos Novos". Funda, ainda no Brasil, um novo periódico, de nome "Portugal". Em 1919 volta à pátria, onde continua o seu trabalho jornalístico. Funda a revista «A Honra», colabora em "A Batalha", e trabalha como redactor no diário «O Século» e na revista "ABC", onde publica uma série de novelas: "Carne Faminta", "O Êxito Fácil" e "Sangue Negro". Mas é em 1928, ano em que funda o magazine "Civilização", que o seu nome se impõe no panorama literário português com o romance "Emigrantes". O ano de 1930 vê nascer aquela que é considerada a sua obra prima "A Selva», traduzida e editada em diversos países. Seguem se lhe títulos como "Terra Fria" (1934), "A Tempestade" (1940), "A Lã e a Neve" (1947), "A Curva na Estrada" (1950) e "A Missão" (1954). Os seus relatos de viagens deram também origem a diversos livros: "Pequenos Mundos e Velhas Civilizações" (1937), "A Volta ao Mundo" (1944) e "Maravilhas Artísticas do Mundo ou A Prodigiosa Aventura do Homem Através da Arte" (1959/1963). No dia 29 de Junho de 1974, dois meses após a revolução de Abril, Ferreira de Castro morre no Hospital de Macieira de Cambra, no Porto. Contava 76 anos.


In i volume do Dicionário dos mais ilustres Trasmontanos e Alto Durienses,
coordenado por Barroso da Fonte, 656 páginas, Capa dura.
Editora Cidade Berço, Apartado 108 4801-910 Guimarães - Tel/Fax: 253 412 319, e-mail: ecb@mail.pt
Preço: 30€

(C) 2005 Notícias do Douro - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital.
Design: Notícias do Douro. Email do Jornal: noticias.do.douro@netc.pt