O Semanário de Trás-os-Montes e por excelência da Região Demarcada do Douro
Notícias do Douro Notícias do Douro
Notícias do Douro
Dolce Vita
[ Inquéritos ][ Fórum ][ Farmácias ][ Futebol ][ Agenda ][ Tempo ][ Pesquisa ][ Assinaturas ][ Publicidade ][ Ficha Técnica ][ Horóscopo ]
Transmontanos e Durienses +
Noticias do Douro
Pesquisa
Livro

Transmontanos e Durienses +

C


CASTRO, Columbiano Pinto Ribeiro de

Nasceu no Porto, em 30.3.1749. Faleceu na mesma cidade em 11.7.1804. Era filho do Dr. Manuel Pinto Ribeiro de Castro e foi baptizado em 26.4.1749. Em 1767 pertendeu ser "familiar" do santo Ofício. Como era costume em tais circunstâncias escreve José Amado Mendes a Inquisição procedeu a um inquérito extremamente rigoroso para poder aceitar ou não a pretensão do candidato. Na sequência deste inquérito foi possível aos inquisidores, em 13.6.1767, confirmar a sua legítima filiação, boa vida e costumes, considerando o "com juizo e capacidade para servir o Santo Ofício na ocupação que pertende". Em 1.10.1763 matriculou-se no 1.° ano em "Instituta" na Universidade de Coimbra, com o nome completo de Columbano Annes Vella Pinto Ribeiro. Em 11.6.1768 concluiu o grau de bacharel e em 24.7.1769 concluiu as provas de formatura, tendo sido aprovado com nemine discrepante, em ambos os actos. Em 17.9.1776 foi nomeado para a função de Juíz de fora da Vila de Mogadouro, pelo período de 3 anos. Em 19.9.1781 era provido no exercício de idênticas funções em Torres de Moncorvo. Em 4.9.1786 foi designado provedor da comarca de Moncorvo e em 1788 ainda desempenhava as mesmas funções. Contudo, em 1790 já aparece o "Dr. Columbano Pinto Ribeiro de Castro Vella" provedor noutras funções. Em 17.1.1793 foi encarregado de efectuar a divisão das comarcas da província de Trás os Montes. Essas funções possibilitaram lhe um trabalho altamente meritório, não só para a época, como para o futuro dessa província. Andando de terra em terra a recolher elementos objectivos, tinha pronto em 13.9.1793, o seu trabalho relativo à comarca. Nasceu assim o Mappa do estado actual da província de Trás os Montes e Nova demarcação e regulação das comarcas e distritos da província de Trás-os-Montes. Em 8.2.1793 foi condecorado com Beca Honorária. Em 10.9.1796 dá por concluído o Mappa... que elaborou, com carácter definitivo, entre 1793 e 1796. Entre 1793 e 1794 esteve, como Juíz demarcante em Amarante, Moncorvo, Vila Flor, Mirandela e Moncorvo. Talvez como reconhecimento pela obra produzida em 9.3.1799, D. Maria II , na qualidade de rainha e de perpétua administradora da Ordem de Cristo, concede lhe carta de mercê de Hábito da mesma Ordem, com doze mil réis de tença. Em 19.8.1802 foi designado pelo Príncipe Regente D. João, para as funções de desembargador da Relação da Casa do Porto, um dos Tribunais mais importantes do país e que fora criado em 1582 por Filipe III de Espanha. Parte dos estudos que vieram a constituir o Mappa... Foram publicados, em fascículos na Ilustração Transmontana (1908 1910). E foi com base nesses elementos da Descrição de Trás os Montes que João M. Amado Mendes fez a sua tese de licenciatura e, mais tarde, a sua tese de doutoramento: Trás-os -Montes nos fins do século XVIII, segundo um manuscrito de 1796, de onde extraímos elementos para esta nota.


In i volume do Dicionário dos mais ilustres Trasmontanos e Alto Durienses,
coordenado por Barroso da Fonte, 656 páginas, Capa dura.
Editora Cidade Berço, Apartado 108 4801-910 Guimarães - Tel/Fax: 253 412 319, e-mail: ecb@mail.pt
Preço: 30€

(C) 2005 Notícias do Douro - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital.
Design: Notícias do Douro. Email do Jornal: noticias.do.douro@netc.pt