O Semanário de Trás-os-Montes e por excelência da Região Demarcada do Douro
Notícias do Douro Notícias do Douro
Notícias do Douro
Dolce Vita
[ Inquéritos ][ Fórum ][ Farmácias ][ Futebol ][ Agenda ][ Tempo ][ Pesquisa ][ Assinaturas ][ Publicidade ][ Ficha Técnica ][ Horóscopo ]
Transmontanos e Durienses +
Noticias do Douro
Pesquisa
Livro

Transmontanos e Durienses +

C


CARMONA, António Óscar Fragoso

Nasceu em Lisboa, em 24.11.1869. Faleceu em 18.4.1951. Fez o curso na Academia Militar e logo foi colocado em Cavalaria 6, aquartelado em Chaves, como 1.° Sargento cadete. Frequentou nesse mesmo ano a Escola Politécnica de Lisboa e em 1892 concluiu o curso da Escola do Exército. Foi nomeado alferes, de Cavalaria 6, de Chaves, em 1894. Aí mesmo, em Chaves, foi professor de Matemática no Colégio de São Joaquim. Foi promovido a Tenente em 1899 e a capitão em 1907. Em 1913 subiu a major. Nessa altura era instrutor em Mafra. Foi depois secretário do Ministro da Guerra, Pimenta de Castro, no Governo de João Chagas. Em 1916 foi nomeado Comandante de Cav. 2 (aquartelado em Lisboa) que deveria seguir para a la Grande Guerra. Em 1919 era coronel. Em 1921 fez exame para General. Em 1922 é colocado a comandar a 4a divisão Militar, com sede em Évora. Foi promotor de Justiça do Tribunal Militar que julgou os culpados dos morticínios de 19.10.1921. Em 1923 ocupou a pasta de Ministro da Guerra. Em 3.6.1926 fez parte do governo de Gomes da Costa, como ministro dos negócios estrangeiros. Em 9.7.1926 sucedeu a Gomes da Costa, como Presidente do Ministério e Ministro da Guerra. De 4 a 24 de Setembro exerceu interinamente as funções de Presidente da República. Em 1935 foi reeleito Presidente da República. Nesse mesmo ano a Assembleia Nacional aprovou uma lei que o elevou a Marechal. Em 1939 visitou Cabo Verde, Angola, Moçambique e a África do Sul. Em 1942 foi reeleito, pela terceira vez, para mais sete anos. Foi doutor honoris causa, por todas as universidades de Espanha. Teve praticamente todas as condecorações militares. Casou com a Transmontana Maria do Carmo Ferreira da Silva Carmona que conheceu quando prestou serviço em Chaves. Esse facto fez com que o General óscar Carmona fosse um verdadeiro Transmontano, o que evidenciou no empenhamento e nas intervenções que teve por ocasião do II Congresso Transmontano (Set. 1942). Do casamento houve os filhos: Cesaltina Amélia da Siva Cannona e Costa que nasceu em Chaves; António Adérito da Silva Carmona (igualmente nascido em Chaves) e Maria Inês da Silva Carmona Santos (como os irmãos, Flaviense).


In i volume do Dicionário dos mais ilustres Trasmontanos e Alto Durienses,
coordenado por Barroso da Fonte, 656 páginas, Capa dura.
Editora Cidade Berço, Apartado 108 4801-910 Guimarães - Tel/Fax: 253 412 319, e-mail: ecb@mail.pt
Preço: 30€

(C) 2005 Notícias do Douro - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital.
Design: Notícias do Douro. Email do Jornal: noticias.do.douro@netc.pt