O Semanário de Trás-os-Montes e por excelência da Região Demarcada do Douro
Notícias do Douro Notícias do Douro
Notícias do Douro
Dolce Vita
[ Inquéritos ][ Fórum ][ Farmácias ][ Futebol ][ Agenda ][ Tempo ][ Pesquisa ][ Assinaturas ][ Publicidade ][ Ficha Técnica ][ Horóscopo ]
Transmontanos e Durienses +
Noticias do Douro
Pesquisa
Livro

Transmontanos e Durienses +

B


BRANCO, Luís de Azevedo Castelo

nasceu em Vilarinho da Samardã, em 1884 e faleceu em 6.3.1973. Foi sobrinho neto do grande romancista Camilo Castelo Branco (que só por acidente nasceu em Lisboa, pois toda a sua vivência e origem foi Transmontana). Fez o Seminário em Braga e, depois de ordenado foi chamado a docente, mal abriu o Seminário de Vila Real. No livro "Os 50 anos do Seminário de Vila Real" do Dr. António Barroso de Oliveira (1982), o P.e Luís Augusto de Azevedo Castelo Branco aparece em 20.° lugar na relação dos professores daquele Seminário, fundado em 1930. Aí regeu as cadeiras de Ascética e Mística, Oratória e Civilidade. O P.e Luís Coutinho, em A Voz de Trás os Montes, de 3.4.1997, escreveu: De inteligência fulgurante, olhos penetrantes, perfil majestático, eis alguns dos condimentos que o ajudaram a subir aos púlpitos mais altos, aquém e além mar, no Brasil, onde, por escolha e convite, representou a oratória portuguesa, levando na bagagem a sabedoria e os ilustres apelidos, que já eram do seu carismático tio avô. O seu convívio enciclopédico e simpático granjeou lhe amizades por muitas terras fora e por muito longe. Pena é que dos seus sermões não ficasse um completo espólio escrito. Tive a sorte de encontrar um interessante artigo seu, num dos Boletins da "Casa de Camilo", em S. Miguel de Seide. Fala se da apetência do P. Luís pelos sermões marianos. No entanto, ouvi lhe, na freguesia de Calvão de Chaves, no tempo paroquial do P.' José de Carvalho Azevedo, uma bela e artística peça oratória cujo tema era o Sagrado Coração de Jesus. Menos conhecido devido às suas responsabilidades paroquiais em Vilarinho da Samardã, o seu irmão mais novo, o PADRE ANTÓNIO CASTELO BRANCO, nascido em Março de 1890, subiu a púlpitos mais humildes. Não admira minimamente que, possuidor de certo jeito de adaptação, fosse mais apreciado pelos ouvintes menos exigentes. Estou certo, contudo, que nele corria, também em abundância, a tal veia da família. Nunca o ouvi e isso para mim foi uma perda. Com o falecimento do P.e António em Fevereiro de 1969 e, sobretudo com o falecimento, poucos anos depois, do P.e Luís, em 6 de Março de 1973, fechou se, a Biografia de Camilo Castelo Branco. Ou talvez não. É que a Casa de Vilarinho da Samardã, que foi dos sobrinhos netos de Camilo, permanecerá como ponto de encontro, de estudo e de Museu do grande romancista e dos seus ilustres sobrinhos netos. Bem o merecem. Bem o merecemos.


In i volume do Dicionário dos mais ilustres Trasmontanos e Alto Durienses,
coordenado por Barroso da Fonte, 656 páginas, Capa dura.
Editora Cidade Berço, Apartado 108 4801-910 Guimarães - Tel/Fax: 253 412 319, e-mail: ecb@mail.pt
Preço: 30€

(C) 2005 Notícias do Douro - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital.
Design: Notícias do Douro. Email do Jornal: noticias.do.douro@netc.pt